O guia definitivo dos tipos de solo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


O guia definitivo dos tipos de solo 01 Vision Art NEWS

 (Helen Sessions/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Aprender o básico sobre os tipos de solo pode ser uma das melhores maneiras de garantir o sucesso da jardinagem. Se você descobriu que suas flores e outras plantinhas não prosperaram como esperava, apesar de fornecer o melhor cuidado, pode estar escolhendo as variedades erradas.

Como não matar suas plantas se você for viajar 03 Vision Art NEWS

Saber o que desenvolve melhor em tipos específicos de superfície pode ajudá-lo a escolher plantas que se adaptem às condições de crescimento do seu jardim. Eles podem variar entre muito ácido ou alcalino, mas outras características também desempenham um papel no quão bem suas mudas irão prosperar.

Reunimos informações úteis sobre os principais tipos de solo, além de dicas sobre como aproveitar ao máximo o seu. Confira abaixo:

 

O guia definitivo dos tipos de solo 02 Vision Art NEWS

O primeiro passo para saber o tipo de solo em sua horta é identificar se ele é ácido ou alcalino. A melhor maneira de fazer isso é comprar um kit de teste de pH que fornecerá uma conclusão precisa. O pH varia de cerca de 3,5 (muito ácido) a 8,5 (alcalino) – um resultado 7 é considerado neutro e o ideal para a maioria das plantas é 6,5.

Outra maneira fácil de saber é perguntar aos seus vizinhos quais mudas eles estão cultivando e calcular o pH aproximado com base no que está funcionando bem nas propriedades próximas.

O guia definitivo dos tipos de solo 03 Vision Art NEWS

 (Dorling Kindersley ltd/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Algumas flores – como rododendros, azáleas e camélias, -adoram terras ácidas. Na verdade, elas sofrem se a terra for muito alcalina, pois alguns nutrientes ficam bloqueados. O primeiro sinal de deficiência de ferro e magnésio em tais arbustos são as folhas ficando amarelas.

O solo sobre giz ou calcário é geralmente alcalino e muitas vezes rico em cálcio. Tem boa drenagem, mas pode ser fino e requer grandes quantidades de matéria orgânica, como composto caseiro, sem turfa ou esterco, bem apodrecido para reter a umidade.

Como saber se está na hora de replantar sua planta pexels 07 Vision Art NEWS

 (Lisa/Pexels)

Ao cultivar em giz, quebre a superfície a uma profundidade de 75 cm para permitir que as raízes dos ramos se espalhem. Madressilva, euonymus e verbascum vão adorar essas condições.

Avaliar o quão úmido ou seco o solo está e com que facilidade você pode colocar sua pá também é uma outra forma de estudá-lo. Para saber, tente fazer o seguinte teste: pegue uma amostra de solo de cerca de 10 a 15 cm abaixo da superfície – se você tiver uma parcela grande, pegue algumas amostras de diferentes áreas. Se ainda não estiver úmido, adicione um pouco de água, mas não o deixe molhado. Em seguida, sinta a textura com os dedos antes de tentar enrolá-la em uma bola.

Como saber se está na hora de replantar sua planta unsplash 05 Vision Art NEWS

 (Neslihan Gunaydin/Unsplash)

Uma área rica em argila parecerá lisa e pegajosa e terá um brilho superficial como plasticina se você esfregá-la. Quando enrolada em uma bola, a argila manterá bem sua forma e também manterá uma marca de impressão digital quando você pressionar o polegar sobre a massa.

O solo arenoso, quando você tenta enrolá-lo em uma bola, se desfaz. O de lodo tem uma textura lisa e ensaboada e fará uma forma de bola solta, mas que se desmancha facilmente. Um turfoso parece esponjoso e não se enrola em uma bola – gotas de água também podem sair quando você o aperta.

Se você suspeitar que a sua área é calcária, verifique os sinais indicadores de giz branco e sílex. Você também pode adicionar um pouco de terra a um pote de vinagre e, se espumar, você sabe que contém giz ou calcário e será muito alcalino.

6 tipos de solos e como aproveitá-los

 

Passo a passo para preparar o solo das suas plantinhas 02 Vision Art NEWS

 (thegreenconspiracy.com/Reprodução)

Embora todos os tipos cumpram uma função semelhante, existem muitas variedades, e saber qual deles você tem em seu jardim o ajudará a escolher mudas adaptadas para progredir em suas condições específicas.

Argilosos e arenosos são os tipos mais comuns, de lodo são menos prevalentes e geralmente são encontrados em bacias de inundação próximas a rios ou onde os rios existiam anteriormente. E os turfosos e calcários são raros em jardins.

Passo a passo para preparar o solo das suas plantinhas 16 Vision Art NEWS

 (Francesco Gallarotti/Unsplash)

Embora não haja superfície “boa” ou “ruim”, pois existem ramos adaptados a cada tipo, alguns podem ser mais difíceis de cultivar e podem não suportar tantas espécies. Então, depois de identificar qual você tem em sua casa, você terá uma ideia melhor de quais ideias de canteiros de flores experimentar.

Veja também

13 ideias para criar um jardim sensorial casacombr gardeningetc 18 Vision Art NEWS

 (Gardeningetc/Reprodução)

Solo de argila

Estes são compostos de uma grande proporção de partículas microscópicas de argila, que podem se compactar, unindo-se firmemente para formar aglomerados grandes, sólidos e sem ar. Eles retêm bem a água e os nutrientes, mas como drenam mal, rapidamente ficam encharcados. E, durante longos períodos de seca no verão, podem rachar e formar crostas duras na superfície.

13 ideias para criar um jardim sensorial casacombr gardeningetc 13 Vision Art NEWS

 (Gardeningetc/Reprodução)

Conhecidos como “pesados”, porque são difíceis de cavar, talvez você não consiga colocar sua melhor pá no verão. Melhore a drenagem cavando o máximo de cascalho, areia ou até mesmo cascalho fino dragado de fontes de água doce que você puder reunir – cerca de um balde por metro quadrado.

Depois de cavar profundamente, construa canteiros elevados a uma altura mínima de 25 cm para mudas que não podem sobreviver com raízes molhadas, usando paredes de tijolos ou vigas de madeira para reter o solo. Em seguida, preencha-os com uma terra rica em matéria orgânica em decomposição.

O guia definitivo dos tipos de solo 05 Vision Art NEWS

 (Victor Burnside/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Ao selecionar ramos para esta superfície, procure aquelas descritas como gostando de condições úmidas e férteis.

Cornus e íris amarelo são perfeitos para argila pesada, outras opções principais incluem: astilbe; áster (incluindo symphyotrichum); bétulas; clematis; hosta; hortênsia; bordo japonês; mahonia; peônia; persicaria; rosa; rudbeckia; e viburnum.

O guia definitivo dos tipos de solo 06 Vision Art NEWS

 (Delphine Adburgham/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Solo arenoso

As partículas de areia são muito maiores que a da argila e também têm espaços amplos entre elas, que permitem que a água escoe facilmente. Como resultado, a superfície arenosa tende a ser seca e relativamente infértil, uma vez que os nutrientes das plantas ficam suspensos em soluções de água e também escoem.

Muitas vezes chamados de ‘leves’, porque são fáceis de cavar, esse tipo também aquece rapidamente na primavera, permitindo que as sementes germinem e o crescimento das mudas comece mais cedo do que em outras superfícies.

Como cultivar filodendro rosa 10 Vision Art NEWS

 (Gary Barnes/Pexels)

As ervas daninhas devem ser mantidas firmemente sob controle. Para manutenção mínima, cubra a terra com uma membrana semipermeável à prova de ervas daninhas, prendendo-a com estacas e, em seguida, corte fendas para plantar. Depois, cubra a membrana em cerca de 3 cm de profundidade de cascalho.

Verbena bonariensis aprecia terras bem drenadas. Kniphofia é uma escolha exótica ideal para jardins costeiros. Echinacea purpurea também é uma boa opção, especialmente se você estiver procurando por espécies amigas das abelhas.

Outras opções incluem: achillea; agapanthus; amelanchier; buddleja; delphinium; dianthus; fuchsia; gerânio; louro; papoula; sedum; e tomilho.

O guia definitivo dos tipos de solo 07 Vision Art NEWS

 (Clare Gainey/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Solo lodoso

As partículas de lodo são menores que a areia, mas maiores que a argila. As lacunas entre eles permitem um bom fluxo de ar e drenagem, enquanto ainda retém um pouco de água e nutrientes.

Ele se adapta a uma ampla variedade de espécies, incluindo aquelas que gostam de condições úmidas e de drenagem livre. No entanto, as pequenas partículas no lodoso podem fazer com que ele fique compactado, especialmente se for pisado enquanto estiver molhado, portanto, evite isso se possível.

10 o guia completo de como cultivar girassol dentro de casa Vision Art NEWS

 (Filip Urban/Unsplash)

Você pode adicionar matéria orgânica nessa área para tornar as partículas de lodo mais estáveis. Que tal experimentar a compostagem de minhocas, se ainda não o fez?

Aqui, tente áster; bétula; delphinium; tremoço; phlox; rosa; rudbeckia; leucanthemum; viburnum; e salgueiro.

O guia definitivo dos tipos de solo 08 Vision Art NEWS

 (rod williams/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Solo calcário

Se você tiver giz, verá pedaços de pedra branca e macia, bem como pedaços duros de sílex.

Muitos deles são rasos, repousando sobre uma camada de giz ou calcário. Também são de drenagem livre e relativamente inférteis. Se contiverem uma boa proporção de argila, podem reter a água e conter mais nutrientes.

O giz é muito alcalino, o que significa que mudas que gostam de ácido, como rododendros e camélias, sofrerão se forem cultivadas nele. No lado positivo, o tipo aquece rapidamente na primavera.

Como plantar rosas a partir de mudas thespruce 09 Vision Art NEWS

 (Gary Barnes/Pexels)

Onde você tem uma fina camada de solo sobre o leito de giz, tente aprender a plantar um prado de flores silvestres que prosperará nessas condições. Ou tente cultivar espécies pequenas com raízes rasas.

Experimente artemísia, buddleja, clematis, gerânio, lilás, lavanda, sálvia, euonymus europaeus, tomilho e viola para esta superfície.

O guia definitivo dos tipos de solo 09 Vision Art NEWS

 (Eyre/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Solo turfoso

Os turfosos são compostos de matéria orgânica, como ramos em decomposição. A turfa é de cor escura, pobre em nutrientes e retém água – como uma esponja.

Este tipo de superfície é muito ácida, isso significa que suportará mudas como rododendros, azáleas e camélias, mas será inadequado para aqueles que preferem condições alcalinas, incluindo clematis e lavanda. Rododendros, azaleias, camélias, pieris, hortênsias azuis e urzes prosperarão bem aqui.

O guia definitivo dos tipos de solo 10 Vision Art NEWS

 (Imagebroker/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Margas

Retentor de água, drenante e fértil, contém proporções aproximadamente iguais de areia, lodo e argila suficiente para manter umidade e nutrientes. Como resultado, oferece aos jardineiros e às mudas o melhor de todos os mundos.

Apenas aqueles que são adaptados a condições de drenagem muito livre (como ervas mediterrâneas que amam a seca) ou plantas de pântano que amam muita umidade (como prímulas e íris-da-sibéria) não g​​ostarão. A lista de ramos adequados é, portanto, quase infinita.

O guia definitivo dos tipos de solo 11 Vision Art NEWS

 (paul weston/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Como lidar com a terra quente e ensolarada?

Nem todas as mudas sobreviverão a tais condições, mas as opções exóticas prosperarão.

Coloque uma mangueira com pequenos orifícios perfurados ao longo do canteiro, para encharcar o solo à noite, quando necessário e durante períodos particularmente quentes. Cubra a terra com estrume bem apodrecido no outono e na primavera com adubo grosso ou mofo para ajudar na retenção de umidade.

As parcelas ensolaradas são ideais para muitos herbáceos favoritos – rosas, bergamota e plantas de tabaco, por exemplo. Elas também são perfeitas para cannas e lírios de gengibre, mas os coloquem em grandes vasos de plástico que podem ser levados, no outono e inverno, para uma estufa para evitar geadas.

O guia definitivo dos tipos de solo 12 Vision Art NEWS

 (R Ann Kautzky/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Como trabalhar com terra sombria e seca sob árvores?

Esta é uma área difícil para estabelecer ramos e apenas alguns poucos sobreviverão sem rega. Mas, há coisas que você pode fazer para melhorar a qualidade.

Antes de cultivar, cave um buraco profundo parcialmente preenchido com composto e molhe completamente o torrão da planta. Regue novas mudas semanalmente até que elas se estabeleçam. Cave em matéria orgânica para aumentar a retenção de umidade da superfície, cobrindo pesadamente com uma espessa camada de lascas de casca na primavera.

Como saber se está na hora de replantar sua planta unsplash 08 Vision Art NEWS

 (Michael Dziedzic/Unsplash)

Durante os períodos de calor, mergulhe completamente o solo uma vez a cada 10 dias – isso incentiva a penetração profunda das raízes, enquanto aguar pouco e muitas vezes desenvolve mudas fracas e com raízes rasas.

Se plantar em vasos de terracota, forre-os com plástico para manter a umidade em períodos de calor, adicionando grânulos de gel retentores ao composto.

O guia definitivo dos tipos de solo 13 Vision Art NEWS

 (Chris Rout/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Como você pode melhorar a área do seu jardim?

Se você tem o seu coração em uma espécie que gosta de boa drenagem, mas tem argila pesada, ou uma rosa que prefere terra rica e você tem areia seca e infértil, você pode melhorar sua horta e ampliar suas escolhas.

A melhor maneira de fazer isso é adicionar uma camada de 5 cm de composto de jardim bem apodrecido à superfície. Se você deseja resultados rápidos, a compostagem quente é uma boa abordagem.

O guia definitivo dos tipos de solo 14 Vision Art NEWS

 (Photimageon/Alamy Stock Photo/Reprodução)

Aplicar cobertura orgânica anualmente melhorará todos os tipos de solo. Ele contém uma substância conhecida como ‘húmus’ que reveste minúsculas partículas de argila e lodo e as une para formar uma textura semelhante a migalhas, em vez de torrões sólidos. Isso aumenta os espaços entre as partículas, o fluxo de ar, a drenagem e ajuda a evitar a compactação.

Cobrir tipos argilosos os impede de formar crostas sólidas no verão. O húmus também reveste as partículas de areia, mas, neste caso, age como um ímã de água, permitindo que elas retenham a umidade por um bom tempo.

o que plantar na sua regiao durante o inverno casa.com 4 unsplash sigmund Vision Art NEWS

 (Sigmund/Unsplash)

Aplique uma cobertura orgânica em argilosos no inverno e em arenosos secos como parte de seus trabalhos na primavera, para evitar que as chuvas de inverno o levem embora. Deixe um espaço ao redor dos caules lenhosos de arbustos e árvores para que a cobertura úmida não apodreça suas espécies.

Aqui, a matéria orgânica não só melhora a estrutura da terra, mas também continua a se decompor, liberando os nutrientes das mudas lentamente ao longo da estação de crescimento.

27 plantas e frutas que você pode cultivar em água 10 Vision Art NEWS

 (Diy & Crafts/Reprodução)

Outra dica importante é proteger sua área, principalmente aqueles ricos em argila ou lodo, da compactação, nunca andando sobre ele quando estiver molhado. Depois da chuva, coloque tábuas de madeira para caminhar, o que ajudará a distribuir seu peso se você precisar cuidar de suas camas enquanto o solo ainda estiver úmido.

*Via GardeningEtc

 

 

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »