Lastras de porcelanato tornam obras mais sustentáveis | Archtrends Portobello


As lastras são sinônimo de elegância, sustentabilidade e amplitude no revestimento. São peças enormes de porcelanato que apresentam infinitas possibilidades para revestir, mobiliar e decorar espaços, a partir de seus formatos gigantes e cortes diferenciados.

O material também contribui para transformar a sustentabilidade em realidade na arquitetura, desde a produção até sua aplicação. Essas e outras vantagens confirmam seu crescimento e consistência no mercado. Veja as vantagens das lastras na arquitetura e decoração.

As lastras podem ser aplicadas em pisos e paredes de diversos ambientes, como quartos, cozinhas, salas, banheiros, terraços e áreas comerciais.

Lastras são a aposta para levar versatilidade e elegância aos ambientes — Foto: Divulgação | Portobello

É possível utilizá-las também em superfícies como fachadas, bancadas, nichos, painéis e mosaicos, boiseries e lambris. Basta considerar as características do local antes de definir o uso, principalmente a iluminação. Afinal, a luminosidade ajuda a destacar ainda mais as texturas das lastras.

As lastras carregam a sustentabilidade em todo o seu ciclo de produção e utilização, a começar pela matéria-prima. A extração da argila, componente base da lastra de porcelanato, é feita de forma local e superficial. Isso permite a recuperação das áreas exploradas para sua vocação original.

Além disso, o aproveitamento do material extraído é superior a 99%. No caso da Portobello, essa taxa é muito próxima de 100%.

Outra vantagem é que as lastras permitem reproduzir diferentes elementos da natureza, como a madeira, o mármore, pedras e até o concreto, evitando a necessidade de explorar esses materiais diretamente.

A aplicação deste formato de porcelanato também é favorável ao ambiente, uma vez que demanda menos uso de rejunte. É uma forma de se alinhar a um dos princípios básicos da sustentabilidade, que é a redução no consumo de quaisquer tipos de materiais.

O uso das lastras em superfícies específicas também traz ganhos para o meio ambiente, mais precisamente nas chamadas fachadas ventiladas.

Neste caso, a utilização das lastras ameniza a passagem de calor no verão e mantém o calor interno no inverno. Com isso, elas contribuem para diminuir o uso de ar-condicionado e proporcionar conforto térmico, o que resulta em uma economia de até 20% de energia elétrica.

Lastras podem revestir bancadas inteiras de cozinha e criar nichos personalizados — Foto: Divulgação | Portobello

O uso de menos rejunte na aplicação das lastras, citado acima, além de ser mais sustentável, também reduz o desgaste e a sujidade, melhorando a assepsia e o visual do local onde as grandes placas são instaladas.

Com grandes dimensões, sem eflorescência e sem rejuntes manchados, a superfície das lastras é perfeitamente alinhada, criando sensação de amplitude. Esse efeito gera ambientes sofisticados, elegantes e minimalistas, fatores que contribuem para a valorização do imóvel.

A versatilidade das lastras também podem ser encontradas na decoração de cabeceiras — Foto: Divulgação | Portobello

Além dos pisos e paredes de espaços internos, das fachadas e diferentes superfícies, as lastras podem ser usadas como móveis. A reprodução de materiais naturais em lastras, conforme mencionado anteriormente, abre ainda mais possibilidades para seu uso.

Mesa com lastras que reproduzem madeira — Foto: Divulgação | Portobello

Na Portobello, as lastras têm duas espessuras: 6 mm para uso como revestimento e 10 mm para uso como porcelanateria.

Elas também possuem dois tipos de acabamento de superfície. A do tipo natural, peça resistente e pouco escorregadia, é indicada para uso em pisos e paredes de espaços internos e paredes para áreas externas.

O outro tipo de lastra é a polida. Como o nome sugere, ela recebe uma camada de polimento. Essa opção é indicada somente para paredes e pisos de áreas internas, com exceção de pisos em espaços molhados, como banheiros e lavabos.

Banheiros com lastras em relevo como revestimento texturizado — Foto: Divulgação | Portobello

Para uma decoração diferenciada e cheia de estilo, as superfícies contínuas das lastras podem ser aplicadas tanto em paredes como nos pisos do banheiro, como mostra a imagem acima. Elas podem compor o box do banheiro, criando um ambiente sem rejuntes, por exemplo.

Já as lastras que interpretam os mármores criam um décor sofisticado quando usadas como painel do home theater, como cabeceira da cama e inúmeras outras soluções estéticas. Como já foi dito, são possibilidades ilimitadas. É só usar a imaginação e também decorar de acordo com a sua personalidade.

Fabricação de lastras no Brasil

Fábrica da Portobello é um exemplo de tecnologia a favor da arquitetura sustentável — Foto: Divulgação | Portobello

A fábrica de lastras da Portobello, localizada em Tijucas (SC), é uma das únicas do mundo capaz de fazer peças em formatos gigantes, com um produto que passa a ser foco de investimento e rentabilidade. E, para que isso seja possível, o preço final ficou mais acessível.

A produção é mais eficiente. Então, deixará de ser um produto de detalhes para começar a compor revestimentos de pisos e paredes de residências. A democratização desse formato vai fazer com que a lastra tome ainda mais espaço nos projetos, trazendo ganhos para todos.

Afinal, com vantagens que vão muito além dos aspectos técnicos e estéticos, essas peças versáteis e funcionais contribuem substancialmente para uma arquitetura sustentável, moderna, econômica e inteligente.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original



Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »