Datsun pode retornar como marca de carros elétricos de baixo custo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Na semana passada, a Nissan anunciou o fim da Datsun, que havia sido ressuscitada em junho de 2013 como uma marca de carros de baixo custo para países emergentes como Rússia, Indonésia, Índia e África do Sul. Menos de dez dias após o anúncio do fechamento, no entanto, é possível que a marca seja renovada mais uma vez.

De acordo com informações da publicação americana Automotive News, uma fonte da Nissan explicou que a montadora japonesa vem debatendo o que fazer com o nome Datsun. E uma das opções seria fazer da marca uma fabricante de carros elétricos econômicos em um futuro próximo. A manutenção do nome ficou latente em um recente comunicado divulgado pela Nissan.

publicidade

“Para milhares de proprietários no mundo inteiro, a Datsun continua a fornecer uma experiência de condução envolvente, tranquilidade de compra pelo preço certo e grande valor”, diz o texto. “Como parte da estratégia de transformação global da marca, a Nissan está se concentrando nos principais modelos e segmentos que trazem um benefício aos clientes, parceiros revendedores e negócios.”

A transformação da Datsun em uma marca de carros elétricos baratos não seria uma surpresa: atualmente, a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi tem em seu portfólio alguns dos modelos a bateria mais baratos do mundo. No ano passado, por exemplo, o Dacia Spring foi lançado na França por um preço-base de 12.403 euros (em torno de R$ 65,6 mil) com bônus ecológico do governo. Já no Brasil, a Renault promete revelar em breve uma versão elétrica do Kwid que será o modelo elétrico mais barato do país.

Datsun Go
Datsun Go vendido na Indonésia (Wikimedia/CC)

Marca construiu caminhões para exército japonês na 2ª Guerra e fez sucesso no rali

Embora seja relativamente desconhecida no Brasil, a Datsun é uma das marcas japonesas mais antigas, tendo sido fundada em 1914 com o nome de DAT. O acrônimo juntava os sobrenomes dos fundadores Kenjiro Den, Rokuro Aoyama e Meitaro Takeuchi, que à época trabalhavam para uma companhia chamada Kwaishinsha Motorcars.

Em 1933, a Nissan adquiriu a DAT e a renomeou como “Datsun” (uma estilização para datson, “filho da DAT” em inglês), fazendo dela uma marca de microcarros. No início, a fabricante produzia modelos com motores de baixa cilindrada para uso urbano.

Após o início da guerra entre Japão e China em 1937, a fábrica da Datsun em Yokohama foi convertida em uma planta de caminhões, funcionando assim até 1947. Quando o país foi ocupado pelos Aliados, a marca passou a padronizar seus carros com mecânica britânica emprestada da Austin.

Datsun 240Z
Icônico Datsun 240Z venceu ralis nos anos 70 (Wikimedia/CC)

No pós-guerra, aliás, a Datsun fez sucesso particularmente no Reino Unido, com carros como o Cherry 100A e o Sunny 120Y. Mas foi com o icônico 240Z, introduzido em 1969, que a montadora japonesa ganhou os olhos do mundo, chegando a competir e vencer no Mundial de Rali.

No início dos anos, como parte de um processo para solidificar o nome Nissan no mercado mundial, a Datsun foi extinta. Ela só seria revivida 42 anos depois como uma marca para países emergentes, produzindo modelos como o Go, o mi-Do e o Cross.

Em novembro de 2019, as plantas da Datsun na Indonésia e na Rússia foram paralisadas e, neste ano, a Nissan anunciou o fechamento da fábrica em Chennai, na Índia, encerrando mais uma vez a trajetória dos carros japoneses (ao menos temporariamente).

Crédito da imagem principal: Datsun/Divulgação (Datsun Go no detalhe)

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »