Uso excessivo de telas por crianças pode causar depressão e transtornos psiquiátricos – Notícias

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS



Seja para assistir a desenhos animados ou brincar com joguinhos, o hábito de entreter os pequenos com tablets e celulares tem começado cada vez mais cedo por incentivo dos pais.


Apesar de esses aparelhos eletrônicos se mostrarem aliados na correria do dia a dia pela distração que causam nas crianças, seu uso sem moderação pode levá-las a uma série de problemas de saúde, alguns com potencial de impactá-las ao longo de toda a vida.


O pediatra Nelson Douglas Ejzenbaum explica que mesmo a interação moderada não é considerada saudável para crianças com menos de 2 anos. Para a faixa etária até os 5 anos, o tempo de uso recomendado é de apenas uma hora por dia, e, entre os 6 e os 10, apenas duas horas, sempre com a fiscalização dos pais.



“O uso é tolerado para fins teóricos, para estudo, até para fins de diversão, mas não o consideramos saudável, porque tem aumentado os casos de miopia entre as crianças, aumentado o sedentarismo e diminuído a interação pessoal”, afirma o médico.


A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatra) lista uma série de malefícios que o uso excessivo de telas pode causar às crianças: problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão; transtornos psiquiátricos, como déficit de atenção e hiperatividade; transtornos alimentares e do sono; sedentarismo; transtornos da imagem corporal; transtornos posturais e musculoesqueléticos; e problemas auditivos, entre outros.



Durante os momentos de interação familiar e horários destinados às refeições, o pediatra explica que não é recomendado que as crianças usem as telas.


A falta do contato pessoal ou de atenção à alimentação pode acarretar no desenvolvimento de alguns dos transtornos listados pela SBP.


“Os pais não devem dar o celular aos filhos durante o jantar, vai distraí-los da atenção à comida, a criança pode comer demais ou comer menos do que precisa e isso vai causar obesidade infantil ou desnutrição. Fora os problemas de contato interpessoal, dificuldade em se comunicar com outras pessoas pessoalmente e não só no virtual”, destaca o médico.


A SBP também recomenda que as crianças interrompam o uso das telas pelo menos duas horas antes de dormir, para não impactar a qualidade do sono. Durante o dia, uma alternativa recomendada pela sociedade para reduzir o contato com os aparelhos eletrônicos é a prática de atividades esportivas, exercícios ao ar livre ou em contato direto com a natureza.


“Crianças que usam telas demais e não têm interação social podem desenvolver problemas de conectividade com outras pessoas. Eu diria que aos 5 anos de idade já é possível liberar o uso de tela para crianças desde que seja por um período específico”, destaca Ejzenbaum.


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »