Medicina e Saúde

Síndrome do impacto: o que é e o que causa a condição? 

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


O uso excessivo e constante da articulação do ombro tende a ocasionar a chamada síndrome do impacto. A inflamação ou degeneração surge a partir de lesões, causadas por movimentos repetitivos, impacto direto, entre outros acontecimentos. 

A dor produzida pelo atrito dos tendões do manguito rotador (supraespinhal, infraespinhal, subescapular e redondo menor) tornam doloridos os movimentos básicos do dia a dia como levantar os braços para realizar atividades diárias, que vão desde estender roupa até a prática esportiva. 

publicidade

Leia mais! 

“Existe um grupo de maior risco para o desenvolvimento da síndrome do impacto, são eles: pessoas que realizam movimentos muito repetitivos, aqueles que possuem doenças degenerativas e atletas que fazem movimentos com o braço acima do ombro constantemente, como: vôlei, handball, tênis e natação. Para o tratamento é importante que o paciente evite momentaneamente as atividades que piorem a dor e utilize compressas geladas de imediato”, explica a fisioterapeuta e diretora clínica do Instituto Trata, unidade de Guarulhos, Raquel Silvério.  

sindrome do impacto 1 Vision Art NEWS
Imagem: shutterstock/HENADZI KlLENT

Ainda conforme a especialista, o tratamento e o diagnóstico devem ser realizados por profissionais especializados e por meio de exames clínicos e de imagem, para identificar a presença de um aumento ósseo em uma das estruturas que compõem o ombro ou mesmo para avaliar rupturas tendíneas, tendinites e bursites — agrupadas sob um mesmo diagnóstico, a síndrome do impacto do ombro. 

“Muitos pensam que essa síndrome só atinge atletas, mas recebo em meu consultório vários casos de mulheres, donas de casa, que sofrem com as dores nos ombros. Tarefas domésticas, como colocar roupa no varal, acabam se tornando algo torturante, já que o ombro é muito acionado nesse momento.” 

Nesse caso, segundo Silvério, recomendam-se atividades que “restabeleça a qualidade e força muscular sem gerar sobrecarga na região. As atividades físicas também podem ser uma ótima saída para reduzir esse desconforto”, porém, o ideal é tratar dessa síndrome primeiro antes de se aventurar em uma atividade física para não piorar o quadro. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »