Saiba o que é o coágulo no cérebro que afeta a esposa de Justin Bieber

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Hailey Bieber, esposa do cantor Justin Bieber, contou nas redes sociais no último sábado que está com um coágulo no cérebro. A modelo explicou que teve sintomas semelhantes aos de um acidente vascular cerebral (AVC). A principal suspeita é de que a condição se desenvolveu por uma infecção de Covid-19 de longa duração.

“Na última quinta, eu estava sentada tomando café com meu marido quando comecei a sentir sintomas de um derrame e fui levada para um hospital. Eles descobriram que havia um pequeno coágulo sanguíneo no meu cérebro, o que causou uma leve falta de oxigênio”, disse Hailey.

publicidade

A jovem disse que chegou a perder momentaneamente o oxigênio no cérebro, ocasionando os sintomas, que duram algumas horas. Justin teve Covid-19 em fevereiro deste ano, mas não foi confirmada a infecção da modelo. Ainda sim, coágulos no cérebro são uma das sequelas mais comuns após a Covid-19 longa.

Vacina Covishield foi associada à formação de coágulos em pacientes
Foto: Vector-3D/Shutterstock

O que é o coágulo no cérebro? 

A trombose é a formação de coágulos sanguíneos em veias no corpo. Em casos graves e moderados de Covid-19 ocorre uma forte inflamação no organismo, que pode levar ao quadro de tromboembolismo. Quando ocorre no cérebro, como no caso da Hailey, é chamado de coágulo cerebral, no caso do pulmão, é considerado tromboembolismo pulmonar. 

Segundo a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, “a trombose acomete cerca de um terço dos pacientes com Covid-19 internados em UTI. A Covid-19 aumenta o risco de ter trombose porque promove anormalidades na coagulação. E isso facilita a formação de coágulos por meio de um mecanismo ainda não totalmente conhecido”.

Coágulo no cérebro pode matar?

Estudos indicam que a gravidade do quadro do coágulo no cérebro piora de acordo com a gravidade da infecção. É raro, mas o coágulo também pode surgir em pacientes assintomáticos. A gravidade varia em cada paciente. A recomendação é de que em caso de sintomas o paciente procure ajuda médica.

Leia também!

“Já foi estudado e comprovado que chega a ser três vezes maior a incidência de trombose venosa em pacientes com covid-19 severa, mesmo quando comparado com outros pacientes graves em ambiente de UTI [unidade de terapia intensiva], mas que não possuem a doença infecciosa”, disse o cirurgião vascular Ivan Benaduce Casella, membro da Comissão de Tromboembolismo Venoso da entidade, à Agência Brasil.

“Em pacientes que tiveram covid-19, particularmente nas formas mais severas, há uma tendência de risco de eventos de trombose venosa nas quatro semanas após o período de recuperação. Então, essas pessoas devem prestar atenção a edemas [inchaço] unilaterais – de uma única perna – ou sintomas súbitos ventilatórios, quando a pessoa sente falta de ar ou dor torácica. Esses são alguns dos sintomas de tromboembolismo venoso”, completa Casella.

Derrame/AVC
Imagem: Vector/shutterstock

Coágulo no cérebro tratamento

Em casos leves, como o de Hailey, o coágulo desaparece sozinho, com o tempo. Quando necessário, podem ser utilizados medicamentos anticoagulantes para ajudar no processo. Já em casos severos, o coágulo no cérebro pode causar um acidente vascular cerebral (AVC), podendo deixar sequelas e até mesmo causar a morte.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »