Rio anuncia novo modelo de bilhetagem eletrônica: ‘Vai acabar a caixa-preta’, diz secretária de Transportes | Rio de Janeiro

amazon celulares maior Vision Art NEWS


A Prefeitura do Rio de Janeiro publica nesta sexta-feira (8) o edital de licitação para o novo modelo de bilhetagem eletrônica na cidade. O objetivo é controlar a arrecadação dos ônibus e acompanhar a demanda dos passageiros para melhorar o serviço. Os detalhes serão divulgados pelo site da secretaria, ao longo do dia.

Empresas ligadas ao transporte público na Região Metropolitana não poderão participar da licitação, marcada para 6 de dezembro. O valor é estimado em R$ 1 bilhão.

A secretária municipal de transportes, Maína Celidônio, afirma que o sistema oferecerá mais transparência sobre a arrecadação.

“A gente vai acabar com a caixa-preta. Ela vai deixar de existir. O município vai ter total controle da arrecadação tarifária. A gente vai saber exatamente a localização de cada entrada de passageiro. Isto é importante por dois motivos principais: primeiro, o planejamento da rede. A gente vai saber quais são as linhas de desejo, onde as pessoas estão embarcando, quais estão mais cheias. Isso é importante para calcular a frota. A segunda é transparência, saber qual a arrecadação, o que falta e se está deficitário o sistema e se precisa de aporte. Aí a gente vai poder fazer essa conta, pagar e garantir que os ônibus estejam na rua”, disse a secretária.

Celidônio diz que o novo sistema oferece mais possibilidades aos usuários do transporte público na cidade.

“A partir do meio do ano que vem a gente vai ter um novo cartão, mas não apenas um novo cartão, uma nova forma de acessar o transporte público. Você vai poder pagar com o celular, você vai poder imprimir um QR Code em uma banca e pagar. Você vai ter a possibilidade de recarga, você recarrega e cai em cinco minutos no seu saldo”, afirmou a secretária.

A expectativa da prefeitura é que o contrato do sistema de bilhetagem com a empresa responsável seja assinado ainda em dezembro. A concessionária terá seis meses a partir daí para começar a operação.

De 50 linhas com reforço na fiscalização desde o começo da semana, 32 delas registraram infrações. Em um primeiro momento, a secretaria vai notificar as empresas responsáveis. Entre as linhas com problemas estão a 315, que faz o caminho entre Central e Recreio dos Bandeirantes. Em nenhum momento do dia os passageiros tiveram ônibus suficientes.

Integração entre modais

Celidônio destaca que o usuário possa, em um segundo momento, a integração entre modais inclua as bicicletas do sistema Bike Rio e até os táxis, além dos ônibus, metrô e trens urbanos.

Os usuários devem ter acesso a um aplicativo, onde poderão consultar o saldo a qualquer momento.

“Os saldos remanescentes ficam disponíveis um ano na conta do aplicativo. Depois de um ano, ele vem para o setor público, a secretaria guarda este saldo no fundo de mobilidade urbana sustentável e depois ele pode ser resgatado a qualquer momento. Ele vai fazer um procedimento em que ele vai poder resgatar estes créditos”, afirmou Celidônio.

Segundo a secretária, entre as medidas mais imediatas para melhorar o sistema de transportes está a pressão sobre as empresas de transporte para que linhas que foram deixadas de lado ao longo da pandemia tenham o uso retomado.

Também em dezembro, uma nova licitação para a frota do BRT também deve ser realizada e novos ônibus devem chegar em 2022.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

amazon computadores Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »
%d blogueiros gostam disto: