PwC oferece trabalho remoto em tempo integral a funcionários nos EUA – 01/10/2021 – Mercado


A empresa de contabilidade e consultoria PwC disse à Reuters na quinta-feira (30) que permitirá em caráter definitivo que todos os seus 40 mil funcionários de atendimento ao cliente nos Estados Unidos trabalhem virtualmente e morem em qualquer lugar que desejem, tornando-se um dos maiores empregadores a adotar o trabalho remoto permanente.

A política se afasta das atitudes rígidas do setor contábil, conhecido por incentivar as pessoas a trabalhar até a noite nos escritórios. Outras grandes firmas de contabilidade, como Deloitte e KPMG, também têm dado aos funcionários mais opções para trabalhar à distância em face da pandemia de Covid-19.

A vice-líder de pessoal da PwC, Yolanda Seals-Coffield, disse em entrevista que a empresa foi a primeira do setor a disponibilizar trabalho virtual em tempo integral para funcionários de atendimento ao cliente. A equipe de suporte e funcionários da PwC em áreas como recursos humanos e operações jurídicas que não atendem clientes já tinham a opção de trabalhar virtualmente em tempo integral.

Os funcionários da PwC que optarem pelo trabalho à distância teriam que ir ao escritório no máximo três dias por mês para compromissos pessoais, como reuniões críticas de equipe, visitas a clientes e sessões de treinamento, disse Seals-Coffield.

“Aprendemos muito durante a pandemia, e trabalhar virtualmente, ao pensarmos na evolução da flexibilidade, é um próximo passo natural“, disse Seals-Coffield. “Se você é um funcionário em situação regular, está no atendimento ao cliente e deseja trabalhar virtualmente, pode, ponto final.”

A localização, no entanto, influencia o pagamento dos funcionários da PwC, disse Seals-Coffield. Os que decidirem trabalhar remotamente em tempo integral em um local de custo de vida mais baixo teriam uma redução de salário, acrescentou ela.

O Google também baseia o pagamento dos funcionários em sua localização, com aqueles que trabalham de casa em caráter permanente podendo ganhar menos.

A maioria dos trabalhadores de colarinho branco dos EUA tem trabalhado em casa desde o início da pandemia, em março de 2020. Os executivos-chefes lutaram para trazer os funcionários de volta, pesando seu estilo de gestão e suas preferências contra riscos como variantes mais contagiosas da Covid-19 e trabalhadores que recusam vacinas.

A PwC disse num memorando aos funcionários esta semana que está oferecendo a nova política para atrair e reter talentos e se tornar mais diversificada. Os parceiros da PwC cujos membros de equipe optarem por estar no escritório regularmente não poderão trabalhar totalmente à distância.

“Estamos confiantes de que podemos gerenciar equipes híbridas”, disse Seals-Coffield. Ela acrescentou que a pesquisa da PwC sugere que 30% a 35% de seus trabalhadores elegíveis aceitarão a oferta da empresa. A PwC tem 55 mil funcionários nos EUA ao todo, e com sua nova política a maioria poderá trabalhar virtualmente, se preferir.

Seals-Coffield disse que a PwC não planeja fazer nenhuma mudança significativa em sua pegada imobiliária devido à nova política. A empresa pretende usar seus escritórios de maneira diferente e de formas mais colaborativas, disse ela, sem dar detalhes. A PwC está sediada globalmente em Londres, e nos EUA em Nova York.

Além de prestar serviços de auditoria e contabilidade, a PwC assessora empresas em questões como o retorno ao escritório. Questionada sobre como a nova política da PwC afetará seus conselhos aos clientes sobre o assunto, Seals-Coffield disse que outras organizações estão decidindo como abordá-lo “de maneiras que funcionem para sua força de trabalho”.

Em junho, a PwC disse que contrataria 100 mil pessoas nos próximos cinco anos em cargos que ajudarão os clientes a levar em conta a diversidade e o clima. A companhia atualmente emprega 284 mil pessoas em todo o mundo.

Um porta-voz da Deloitte disse na quinta-feira que “o tempo gasto nas instalações dos clientes, nos escritórios da Deloitte e remotamente vai variar”.

A empresa disse em junho que seus 20 mil funcionários na Grã-Bretanha poderão escolher futuramente se trabalharão em casa ou não

Tradução de Luiz Roberto M. Gonçalves

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »