Mundo

Peru: Castillo volta de carro para evitar cassação – 30/04/2022 – Mundo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


O presidente do Peru, Pedro Castillo, teve que voltar de carro às pressas para o país nesta sexta-feira (29) para evitar ser cassado pelo Congresso, depois que o mau tempo o impediu de viajar de avião.

O mandatário esteve no Equador para chefiar um gabinete binacional com o presidente do país, Guillermo Lasso, na cidade de Loja, a 264 km da fronteira com o Peru. Como sua aeronave não pôde decolar, o peruano passou por uma viagem de cinco horas até a fronteira peruana.

Castillo conseguiu chegar uma hora antes do prazo da permissão dada pelo Parlamento para visitar o país vizinho, que se encerrava à meia-noite (2h de sábado, no horário de Brasília). Caso chegasse depois desse horário, os opositores que controlam o Legislativo teriam um pretexto para proceder à destituição, já que a Constituição peruana não contempla exceções por causas meteorológicas.

O esquerdista conseguiu evitar, assim, mais uma moção de vacância presidencial, que seria a terceira em seus nove meses no poder. A medida é uma espécie de impeachment, ainda que seja uma figura jurídica distinta, que aponta a “incapacidade moral” para governar.

Em dezembro e em março, o peruano foi alvo de duas outras ações do tipo, que acabaram rejeitadas no Parlamento por não alcançarem os votos necessários.

Desde a posse do esquerdista, a gestão vem sendo marcada por um duro enfrentamento entre Executivo e Legislativo, cujo principal reflexo foram as trocas ministeriais: sem contar mudanças pontuais, por motivos diversos, Castillo precisou formar quatro gabinetes.

A figura jurídica da moção de vacância vem sendo questionada por causa da quantidade de vezes em que foi usada nos últimos anos, deixando a impressão de que, no fundo, o Peru não é governado (ou governável) por ninguém.

O artigo da Constituição que a define passou a ser invocado no início da crise política em que o país mergulhou a partir de 2016. Desde então, já foram seis moções apresentadas, duas delas contra o presidente Pedro Pablo Kuczynski (na segunda, em 2018, ele renunciou antes da votação) e Martín Vizcarra, que o sucedeu, de outras duas; ele acabou afastado.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »