Pequim alcançou metas locais de qualidade do ar pela primeira vez em 2021 – 04/01/2022 – Mundo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


A capital da China, Pequim, cumpriu pela primeira vez no ano passado as metas locais de qualidade do ar, disseram autoridades chinesas nesta terça-feira (4), em um marco elogiado por especialistas, que também alertaram que a poluição está em padrões quase sete vezes acima do recomendado pela OMS.

A China declarou guerra à poluição em 2014, depois que uma série de acúmulos perigosos de poluentes em Pequim e em outros lugares desencadeou uma insatisfação generalizada na população e levou a esforços conjuntos para cortar o consumo de carvão, reduzir as emissões dos transporte, repensar a indústria pesada e combater violações da legislação.

“As melhorias são reais e estão acontecendo em todo o cinturão industrial ao redor de Pequim, bem como em grande parte do resto do país”, diz Lauri Myllyvirta, analista-chefe do Centro de Pesquisa em Energia e Ar Limpo. Ele alerta, no entanto, que a poluição continua alta o suficiente para “constituir um risco permanente para a saúde da população”.

A média anual de material particulado fino transportado pelo ar, conhecido como PM2.5, foi de 33 microgramas por metro cúbico, quase sete vezes maior do que o nível recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de 5 microgramas.

Esse montante, no entanto, caiu 13% em comparação com o ano anterior e atendeu pela primeira vez ao padrão estabelecido pelo governo, que era de 35 microgramas.

Yu Jianhua, um dos chefes do departamento de proteção ambiental de Pequim, descreveu como “sem precedentes” os esforços da cidade na última década e a velocidade das melhorias. Os moradores de Pequim puderam aproveitar quase quatro meses a mais de céu claro no ano passado do que em comparação com 2013, disse ele.

A cidade havia prometido em 2015 que aproveitaria a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2022 para ajudar a promover melhorias ambientais. O próprio líder do regime chinês, presidente chinês Xi Jinping, prometeu sediar “Olimpíadas verdes”.

Em 2016, a média das leituras de material particulado PM2.5 ficou em 71 microgramas, com picos de quase 500 microgramas durante os meses de inverno, quando os sistemas de aquecimento a base de carvão foram acionados em toda a região.

Pequim e a província vizinha de Hebei, desde então, têm feito esforços para mudar o sistema para um gás natural mais limpo. Além disso, também acelerado o reflorestamento da região. Os governos também impuseram novos e rígidos padrões de combustível para carros e forçaram as siderúrgicas e outras instalações industriais a instalar equipamentos para controlar as emissões.

“Melhorias adicionais exigirão uma mudança do carvão e do petróleo para a energia limpa”, diz Myllyvirta.

Em setembro, Xi já havia dedicado a maior parte de seu discurso na Assembleia-Geral da ONU às mudanças climáticas, quando afirmou que o país não iria mais financiar projetos mundo afora que usem energias baseadas em carvão. Ele também reafirmou o compromisso em alcançar a neutralidade de carbono até 2060 e propôs a criação de um fórum com objetivos globais pelo desenvolvimento, para acelerar a implementação da agenda 2030 da ONU, que estabelece metas que os países devem alcançar para atingir o desenvolvimento sustentável.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »