Para o pessoal das antigas: o Winamp não está morto e lança nova versão após longo tempo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS



Após longos 4 anos de desenvolvimento, Winamp lança nova versão oficial, tirando o popular Media Player da versão beta.

winampp Vision Art NEWS
Winamp. (Imagem: Reprodução/Winamp)

Winamp: você sabe o que é?

Muito antes de plataformas de streaming como Spotify e Deezer existirem, precisávamos extrair músicas de CDs ou fazer downloads (ilegais) e reproduzi-las no formato MP3 em um Media Player.

O Winamp era um desses reprodutores de áudio mais amados da época e incluía skins retrô e visualizações animadas que sincronizavam com sua música.

Em 2013, o Winamp lançou sua última versão  – versão 5.66 – e cessou o seu desenvolvimento em 2018, quando o Winamp 5.8 vazou online.

Desde então, os desenvolvedores prometeram uma versão atualizada com suporte a streaming na nuvem e recursos mais modernos.

Depois de tanta espera, em novembro de 2021, o site do Winamp recebeu uma atualização com um novo logotipo e um formulário de inscrição beta para receber notificações quando as novas versões fossem lançadas.

Na semana passada, o Winamp 5.9 RC1 Build 9999 foi lançado, marcando como a primeira versão lançada em 4 anos.

Mesmo que a nova versão não contenha tantas alterações, o principal objetivo deste lançamento foi atualizar a base de código do Visual Studio 2008 para o Visual Studio 2019.

Entretanto, agora que isso já foi concluído, a equipe pode adicionar novos recursos e capacidades ao reprodutor de mídia.

O Winamp requer (no mínimo) o Windows 7 SP1 ou posterior, eliminando o suporte para Windows XP e Vista, que há muito tempo não têm suporte (está funcionando tranquilamente no Windows 10).

Nova versão, problemas antigos

Alguns mecanismos antivírus do VirusTotal detectam a nova versão como perigosa. No entanto, a equipe do responsável afirmou serem pouco preocupantes e os relatou aos fornecedores de antivírus.

Os usuários já começaram a relatar bugs nos fóruns do Winamp. Há também  vários problemas de interface do usuário, falhas aleatórias e outros recursos quebrados ou ausentes.

Embora existam alguns bugs a serem resolvidos neste novo lançamento, ele funciona bem o suficiente para ser experimentado.

Mesmo assim, neste clássico dos anos 2000, o player traz o suporte e atualizações para o Windows 11.

Em nota anunciada, os criadores afirmaram que o mais difícil foi migrar o Visual Studio 2008 para o Visual Studio 2019 –   que aparentemente deu certo.

Entretanto, como já mencionado, a versão não traz muitas novidades ao usuário, até porque, hoje em dia não precisamos mais de um reprodutor de áudio como esses, mas é nostálgico e divertido.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui




Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »