Os ingredientes mais controversos do mercado cosmetológico

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


O setor cosmetológico teve uma alta significativa nesse período de pandemia, dando ao Brasil o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo (configurando cosméticos para cabelo e pele, por exemplo) de acordo com a pesquisa de mercado Euromonitor International. Com uma vastidão de opções, é importante saber exatamente o que você está usando. Com frequência, nos deparamos com produtos “livres”: livres de parabenos, livres de sulfatos, livres de petrolatos, mas o que exatamente isso significa? E por que os consumir?

 

Sulfatos

O sulfato é um ingrediente muito comum na composição de shampoos e sabonetes para a formação da espuma, conhecido também como lauril sulfato de sódio, é um tipo de detergente com ação desengordurante de baixo custo. Erroneamente atrelado à hidratação e maciez, o sulfato abre as escamas dos cabelos, e além da sujeira, ele também acaba removendo a hidratação, nutrientes e lipídios naturais do couro cabeludo, deixando os fios mais danificados e ressecados. 


como lavar os cabelos corretamente Vision Art NEWS

Mulher lavando o cabelo (Foto: Reprodução/Cabelos de Rainha)


Parabenos

Nada mais do que um conservante químico poderosíssimo, usado na indústria cosmetológica há mais de 50 anos para preservar e prolongar a validade na composição de diversos produtos. A maioria das coisas que consumimos tem parabenos, e outros estudos mostraram que o corpo consegue absorver e expulsá-los do organismo, mas, quando os usamos de forma externa sobre a pele, a sua eliminação já não é tão fácil. 


image 1 Vision Art NEWS

Selo “Paraben free” (Foto: Reprodução/Art Naturals)


Silicone

Derivado de um químico chamado de Silício, é bastante utilizado na intenção de devolver brilho, reparar pontas e até lubrificar a fibra capilar. No entanto, seu uso a médio prazo pode causar um efeito denominado “build up”, quando o silicone passa a formar uma barreira cada vez mais espessa no fio, dificultando a absorção dos nutrientes e deixando o cabelo sem vida, sem movimento e mais difícil de pentear.

 

Petrolatos

O composto químico tornou-se o grande vilão da saúde da pele e, consequentemente, mal visto por dermatologistas, cosmetólogos e amantes do universo da beleza. São derivados do petróleo cru, que após a desparafinação (retirada de parafina) de óleos pesados, torna-se uma matéria gelatinosa amarelada ou incolor. Por causa de seu baixo custo, ele é muito utilizado em remédios, produtos para cabelo e cosméticos. Embora seja muito utilizado pela indústria como uma barreira que impede a perda de umidade da pele, o petrolato pode ser tóxico para a pele em relação à obstrução de poros. 


creme2 Vision Art NEWS

Aplicando produto com os ativos do petrolatos (Foto: Reprodução/Revista Quem)


https://lorena.r7.com/post/Skin-care-Saiba-mais-sobre-os-diferentes-tipos-de-acidos

https://lorena.r7.com/post/Marcas-aderem-o-uso-da-Cannabis-agora-em-linhas-de-skincare

https://lorena.r7.com/post/SPFW-principais-apostas-de-beleza-para-o-verao


Sendo assim, produtos com o selo free dão a entender que não há a presença desses químicos nas suas composições e serem mais seguros para o consumo.

 

Foto Destaque: Consumidora. Reprodução/Met Life



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »