Morre cineasta e ator Julio Calasso | Cinema


O cineasta, ator e produtor musical Julio Calasso morreu nesta sexta-feira (11), aos 80 anos. A informação foi confirmada pela família. A causa da morte não foi divulgada.

Filho Diego Calasso homenageia o pai em rede social — Foto: Reprodução / Diego Calasso / Facebook

Julio Calasso nasceu em São Paulo, em 1941, e iniciou carreira no cinema como ator. Foi também roteirista, produtor e diretor de cinema e teatro.

Calasso escreveu e dirigiu “Longo caminho da morte”, em 1972, com Othon Bastos e Dionísio Azevedo, e o documentário “Plínio Marcos nas quebradas do mundaréu”, em 2015, com a participação de Neville d’Almeida, Tônia Carrero.

Trabalhou também em longas como “O vampiro da Cinemateca” (1977), de Jairo Ferreira, e “Filme demência” (1986), de Carlos Reinchenbach. Sua última participação no cinema foi em 2017, no filme “Fala sério, mãe!”.

Também foi assistente de produção no filme “O bandido da luz vermelha” (1968).

Enquanto produtor musical, produziu discos de Moraes Moreira, Itamar Assumpção, Joelho de Porco, Novos Baianos, entre outros.

Julio Calasso — Foto: Reprodução / Julio Calasso / Facebook

Julio Calasso — Foto: Reprodução / Julio Calasso / Facebook

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original



Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »