Tecnologia

Leonid Radvinsky é dono do império pornô OnlyFans; conheça – 28/08/2023 – Mercado

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Os lucros da plataforma OnlyFans dispararam no ano passado e a notícia de que seu proprietário ganhou mais de US$ 300 milhões (R$ 1,5 bilhão) em dividendos renovou a curiosidade sobre o magnata da pornografia.

Leonid Radvinsky é um empresário ucraniano-americano de 41 anos com um patrimônio líquido estimado em US$ 2,1 bilhões.

Ele comprou a empresa em 2018 da equipe de pai e filho britânicos, Guy e Tim Stokely, que a havia iniciado dois anos antes com um investimento de 10 mil libras (R$ 62 mil).

No OnlyFans, usuários se exibem de formas que vão de simples fotos sensuais a cenas de sexo explícito. Ganham ao vender materiais exclusivos ou conquistando assinantes —os pagamentos são em dólar. Os criadores ficam com 80% dos valores, e o OnlyFans, 20%.

Acredita-se que Radvinsky tenha pago milhões de libras pelo negócio. Mas quem é ele e de onde vem sua fortuna?

O que se sabe sobre Leonid Radvinsky?

Para dizer a verdade, muito pouco. Apesar da premissa da plataforma da qual é proprietário, Radvinsky opta por manter discrição sobre sua vida pessoal. Ele não deu muitas entrevistas até hoje

No entanto, apesar de uma aparente aversão à publicidade, há pistas sobre sua vida em um perfil do LinkedIn e em um site pessoal.

De acordo com seu LinkedIn, Radvinsky é um investidor de capital de risco, filantropo e empresário de tecnologia que tem “um interesse especial em plataformas emergentes de mídia social”.

Em seu próprio site, Radvinsky diz que passou as últimas duas décadas “construindo empresas de software e contribuindo para o movimento de código aberto”.

Nascido na cidade portuária ucraniana de Odessa, Radvinsky doou para esforços de socorro na Ucrânia usando criptomoeda, e o valor em termos reais da doação em 2022 chegou a mais de US$ 1,3 milhão, de acordo com o site de notícias especializado em criptomoedas CoinDesk.

Radvinsky diz que doa “uma enorme quantidade de tempo, esforço e dinheiro para causas sem fins lucrativos”, como instituições de caridade e empreendimentos tecnológicos.

Fora da programação e da filantropia, ele “é um leitor ávido que está sempre pronto para uma partida de xadrez e é um aspirante a piloto de helicóptero”, diz seu site.

Onde ele mora?

Sua família se mudou para os Estados Unidos quando ele era criança e se estabeleceu em Chicago, informou o jornal britânico Daily Telegraph.

Ele agora mora na Flórida, mas não se sabe exatamente onde.

O bilionário é descrito pela Forbes como um homem casado, mas a BBC não conseguiu confirmar a identidade de sua companheira.

História empresarial

O OnlyFans não é o primeiro negócio de Radvinsky ligado à indústria pornográfica.

O investidor estudou economia na Northwestern University, perto de Chicago, Illinois, e se formou em 2002. Desde então, mergulhou em diversos projetos.

Antes de se tornar o único acionista da Fenix, empresa controladora da OnlyFans, ele fundou um serviço de referência de sites chamada Cybertania —os serviços de referência são endereços de internet usados para levar um visitante a outro site.

De acordo com a Forbes, o serviço ofereceu aos usuários links para senhas de conteúdo, incluindo pornografia, desde o final da década de 1990.

Antes de comprar o OnlyFans, ele também era dono de um bem-sucedido negócio de webcams para conteúdo adulto.

Radvinsky não respondeu a um pedido de entrevista da BBC.

Qual é a empresa por trás do OnlyFans?

A Fenix, empresa proprietária do OnlyFans, ainda está registrada no Reino Unido, apesar de Radvinsky estar radicado nos EUA.

O diretor financeiro da empresa, Lee Taylor, está no Reino Unido, de acordo com os registros da Companies House.

Registros públicos mostram que o investidor e fundador Guy Stokely renunciou à controladora do OnlyFans em dezembro de 2021.

No mesmo mês, Tim Stokely, filho de Guy, deixou o cargo de executivo-chefe do OnlyFans para “se dedicar a novos empreendimentos”.

Sob a propriedade de Radvinsky, o OnlyFans floresceu. Não está mais associado apenas à pornografia e alguns de seus maiores criadores publicam apenas conteúdo não explícito.

Quanto dinheiro o OnlyFans ganha?

A empresa disse em agosto de 2023 que o faturamento do período atingiu US$ 525 milhões (cerca de R$ 2,6 bilhões, na cotação atual), acima dos US$ 432 milhões (cerca de R$ 2,2 bilhões) do ano anterior.

Só no ano passado, o número de criadores no OnlyFans aumentou 47%, para quase 3,2 milhões, enquanto o número de usuários aumentou 27%, para perto de 239 milhões.

Mas a plataforma também enfrentou críticas por parte de reguladores e governos.

A BBC News informou em 2021 que o OnlyFans não estava conseguindo impedir que usuários menores de idade vendessem e aparecessem em vídeos explícitos.

O OnlyFans disse à época que seus sistemas de verificação de idade iam além dos requisitos regulamentares.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »