Headset AR da Apple terá chip de Mac e pode substituir iPhone em 10 anos, diz analista

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


O analista Ming-Chi Kuo, conhecido por seus vazamentos sobre a Apple, acredita que a empresa vai lançar o seu primeiro headset AR (ou realidade aumentada) até o final de 2022, e que ele vai funcionar sem a necessidade de um iPhone ou Mac, mas deve ter o desempenho de um computador.

Caso isso se confirme, estamos falando de um dispositivo wearable com um processador muito poderoso para o que ele se propõe. Já que um desempenho de computador da Apple hoje significa o uso de um chip M1, pelo menos, isso é bem promissor. Além disso, ele teria outro processador, menos potente, só para cuidar dos sensores do dispositivo.

publicidade

No começo desse ano, fontes da Bloomberg já adiantavam que ele teria um processador mais poderoso que o M1, e que funcionaria de forma independente, o que corrobora a previsão de Kuo. Além disso, existia uma expectativa de que ele só fosse chegar ao mercado em 2023, mas ele acredita que a Apple está adiantada nos seus planos.

Nas palavras do analista: “se o headset AR for posicionado apenas como um acessório para o Mac ou iPhone, isso não será propício para o crescimento do produto. Um headset AR headset que funciona de forma independente significa que terá seu próprio ecossistema e vai oferecer uma experiência de usuário melhor e mais flexível.”

Headset AR da Apple pode substituir o iPhone em 10 anos, diz Kuo

Indo ainda além, Kuo acredita que a Apple está preparando essa nova linha de dispositivos para eventualmente substituir o iPhone em 10 anos. Além disso, esse headset AR também conseguiria mostrar conteúdo em VR, ou realidade virtual, o que seria excelente para jogos.

A missão de substituir o iPhone em uma década não será nada fácil. Para Kuo, “hoje, existem mais de um bilhão de usuários ativos do iPhone. Se o objetivo da Apple é substituir o iPhone com AR em dez anos, isso significa que ela terá que vender pelo menos um bilhão de dispositivos AR em dez anos.”

Alças intercambiáveis e controle pela Siri

As alças seriam intercambiáveis, e poderiam ser trocadas pelo usuário, como as pulseiras do Apple Watch. O controle do headset seria feito por voz, usando a Siri. Por outro vazamento, Já sabemos que ele deverá ser mais leve que um iPhone, pesando cerca de 150g.

Os boatos falavam em 3 mil dólares, que em conversão direta, dariam R$ 16.786. Assim, a primeira geração do headset AR da Apple deve custar bem caro, então ele será um produto para poucos, pelo menos no começo da sua trajetória.

Leia também: 

Quando foi lançado em 2007, o iPhone já chegou oferendo uma nova experiência com a tela multi-touch, pelo mesmo valor de seus principais concorrentes (ainda que não tivesse 3G, só conectividade Edge). Assim, se o futuro headset AR da Apple quiser mesmo substituí-lo, terá que reduzir bastante o seu custo ao longo dos anos, o que faz sentido no mercado de tecnologia.

Fonte: 9to5 Mac

Imagem: iDrop News / Martin Hajek

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »