Grêmio e Santos fazem jogo crítico para escapar da zona de rebaixamento – 10/10/2021 – Esporte


Santos e Grêmio duelavam, há menos de dez meses, para avançar às semifinais da Copa Libertadores. Agora, jogam na tentativa de ganhar algum respiro e ficar fora da zona de rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Muita coisa deu errado desde dezembro para os dois times, que se enfrentam neste domingo (10), às 16h, na Vila Belmiro, com transmissão do Premiere. Ambos os lados fazem contas para escapar da degola, mas a matemática do fim de semana é simples: só o vencedor da partida termina a rodada fora do grupo dos quatro últimos; em caso de empate, ambos terminarão a rodada no Z4.

O Grêmio está nessa faixa da tabela desde o começo da competição e sofre para sair. As oportunidades eram consideradas boas nas últimas duas partidas, realizadas em Porto Alegre, mas a formação gaúcha perdeu para o Sport e empatou com o Cuiabá.

Dessa maneira, com 23 pontos em 22 partidas, a equipe tricolor não conseguiu ir além da 17ª colocação. E viu crescer a crise com discussões no vestiário e questionamentos ao trabalho do experiente treinador Luiz Felipe Scolari.

“É mentira! É mentira! É mentira”, disse Felipão, chamando de “cafajeste” quem passou à imprensa a informação da briga no vestiário. Ele preferiu chamar o entrevero de “problema de relacionamento que existiu durante o jogo contra o Sport”.

No Santos, a situação não é muito mais confortável. Sem saber o que é uma vitória no Brasileiro desde 1º de agosto, o time alvinegro soma 25 pontos em 23 jogos. Portanto, em caso de derrota, será ultrapassado pelo Grêmio, que tem uma partida a menos.

O time iniciou a rodada fora da zona de rebaixamento, mas foi empurrado para ela com os resultados de sábado (9).

“Eu ainda não estou trazendo um número para o grupo, uma meta de pontos”, afirmou o técnico Fábio Carille. “Claro que sei os números, o que aconteceu de pontuação nos últimos cinco anos, mas é cedo para estabelecer uma meta. A meta é o próximo jogo.”

Em cinco duelos desde que chegou, o comandante ainda não comemorou um triunfo, mas enfim celebrou um gol. Após duas derrotas e dois empates sem que sua equipe marcasse, ele viu com bons olhos o empate por 1 a 1 no clássico com o São Paulo, na última quinta (7), no Morumbi.

“O que me deixou orgulhoso foram a luta e a disposição. É claro que, pela nossa situação, um empate não é bom, mas um ponto no Morumbi precisa ser valorizado. Vamos crescer nos jogos que faltam”, apostou o comandante.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »