Ford afirma que não lançará conversão da Super Duty 2022 para motor elétrico

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


A Ford comunicou hoje que a Super Duty 2022, a irmã maior e mais robusta da F-150, e outros veículos para atividade de carga pesada não receberão conversões de seus trens de força para motor elétrico. Pelo menos, por ora.

A decisão vem no que parece ser a contramão de um processo intuitivo para a fabricante norte-americana, que já recebeu 200 mil pedidos de pré-venda da Lightning — a F-150 eletrificada (e mais cara que um Cybertruck). Muitos dos compradores da picape, fãs do modelo, afirmam que este será o seu primeiro veículo elétrico, algo que, a depender da experiência, pode fazê-los mudar de uma vez por todas para o utilitário a baterias.

publicidade

duas versões da ford super duty 2022
Versão é a picape da montadora usada para trabalhos pesados (Imagem: Divulgação/Ford)

Mas Kumar Galhotra, presidente da Ford nas Américas e nos mercados internacionais, confirmou a postura da empresa para analistas da indústria em uma reunião, segundo a Detroit Free Press.

“Neste momento, nós não temos nenhum plano de entrar nos veículos de carga pesada com baterias elétricas”, afirmou o representante da montadora.

Super Duty pode não virar elétrico por perda de reboque

ford 2022 super duty rebocando trator
Falta de potência para reboque do novo trem de força pode ser o motivo (Imagem: Divulgação/Ford)

Até o momento, a Ford não lançou nenhuma explicação dos motivos para o Super Duty, ou outros modelos de carga pesada da montadora, não receberem conversão para o motor elétrico. A manutenção da versão à combustão pode ir à contramão de planos de legislações locais, internacionais (e inclusive, da própria fabricante), já que todos se encaminham para planos de emissão zero nas próximas décadas.

No entanto, existe a especulação de que a decisão esteja ligada à perda de potência. Os trens de força atuais, como o do F-150 Lightning eletrificado, por exemplo, apresentam capacidade de reboque 30% menor do que a contraparte à combustível fóssil. Para se ter ideia, a picape elétrica chega com tração máxima de 4,53 toneladas — cerca de 1,8 toneladas a menos que o antecessor.

Em um utilitário leve, como o F-150, a diferença é significativa, porém tolerável, já que o automóvel vem com mais espaço para carga e uma proposta mais versátil. Entretanto, 30% de potência a menos para o Super Duty eletrificado é risco demais para a Ford, correspondendo a um veículo com tração de 7,7 toneladas, algo muito próximo de uma F-150 à combustão para apresentar diferencial de mercado.

Imagem: Divulgação/Ford

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »