Estas esculturas foram feitas para andar de skate!


Produzidas a partir de matéria-prima local e em conjunto com skatistas, as obras buscam homenagear as origens do skateboard

2 estas esculturas foram feitas para andar de skate

 (Reprodução/dezeen)

Depois de ganhar o coração do mundo nas Olimpíadas de Tóquio, o skate agora conquista o universo da arte. Para a quinta edição da Creative Folkestone Triennial, em Folkestone (Inglaterra), o coletivo de arquitetura Assemble produziu uma série de nove “esculturas skatáveis” que lembram os obstáculos da modalidade street.

Criadas em colaboração com skatistas locais, as obras estão espalhadas pela seção de passeio restaurada no Harbour Arm (área do farol da cidade). Elas foram feitas de materiais locais, incluindo o kentish ragstone cru (calcário extraído de formações geológicas inglesas) encontrado na praia e aço proveniente de um fabricante nas proximidades de Ashford.

1 estas esculturas foram feitas para andar de skate

 (Reprodução/dezeen)

“Nosso principal ponto de partida foi a ideia de que andar de skate consiste em se apropriar de aspectos encontrados ou existentes da esfera pública e adaptá-los por meio de recursos de baixa tecnologia, como um DIY“, disse a co-fundadora da Assemble, Jane Hall, à Dezeen.

Veja também

O coletivo é apenas um entre 25 artistas que projetaram instalações públicas para a Creative Folkestone Triennial, ao lado da artista Rana Begum e do designer Morag Myerscough.

4 estas esculturas foram feitas para andar de skate

 (Reprodução/dezeen)

Agora em seu quinto ano, o evento transformou espaços públicos em Folkestone com obras de arte que vão desde uma lanterna gigante no topo da mesquita da cidade a cabanas de praia caleidoscópicas.

As instalações da Triennial procuram se envolver diretamente com a comunidade de Folkestone, a fim de dar-lhes um senso de propriedade sobre as obras de arte, algumas das quais permanecerão no local mesmo após o encerramento do evento – em 2 de novembro de 2021.

“Os skatistas se apropriam de qualquer coisa, mas também são incrivelmente específicos, dentro de alguns milímetros de tolerância, sobre o que é uma boa margem para fazer manobras,” Jane Hall explica.

3 estas esculturas foram feitas para andar de skate

 (Reprodução/dezeen)

“Portanto, é interessante fazer esse projeto porque você está constantemente tendo que garantir que coisas realmente estranhas sejam completamente precisas, enquanto o resto não é preciso de forma alguma”, ela continua.

Com “Skating Situations“, como a série foi chamada, o Assemble espera homenagear as origens do skateboard., que Hall diz ter promovido um respeito único e dever de cuidar dos espaços públicos.

“Os skatistas são guardiões da esfera pública”, disse ela. “Eles realmente se preocupam com a qualidade do espaço público e como ele é usado”.

E aí, será que Kelvin Hoefler e Rayssa Leal, nossos medalhistas olímpicos na modalidade skate street, iriam curtir?

O Creative Folkestone Triennial 2021 estará em exibição de 22 de julho a 2 de novembro em vários locais da cidade de Folkestone.

* Via Dezeen

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »