Segurança e Privacidade

Engenheiro rouba US$300 mil após instalar código malicioso no sistema da GameStop

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Um engenheiro de software foi supostamente responsável por injetar um código malicioso nos sistemas da GameStop, e com isso conseguiu roubar mais de US$ 300 mil. O caso está em julgamento pelo Tribunal Superior de Kings em Washington.

Ermenildo “Ernie” Castro enfrenta duas acusações pelo roubo dos valores e uma por roubo de identidade. Os promotores alegam que o engenheiro realizou diversos esquemas desde fevereiro de 2022. Funcionários da GameStop dizem que ele instalou um código malicioso nos sistemas da empresa.

publicidade

Leia mais:

GameStop
(Imagem: Molly Woodward/ Shutterstock)

Os promotores acusam o engenheiro de ter praticado três esquemas de roubo, que totalizou US$ 302.278. No primeiro, ele teria alterado o código do site para desviar o valor das taxas de entrega para sua conta, o que permitiu o roubo de mais de US$ 110 mil, conforme relatam documentos judiciais da polícia de Seattle.

Outra prática que ele teria feito foi alterar o código para dobrar o valor dos fretes de envio cobrados aos clientes, enviando metade dos valores para a GameStop e metade para sua conta, e dessa forma ele teria conseguido roubar mais de US$ 151 mil.

Com esses esquemas, a polícia diz que Castro conseguiu desviar mais de US$ 263 mil em cerca de 31 mil transações desde fevereiro.

 O terceiro esquema que Castro teria praticado, segundo as autoridades, foi uma fraude que ele se aproveitou de uma mulher que ele conheceu no Tinder para que ela enviasse links de carrinhos de compra. De acordo com a polícia, Castro reduziu os valores de quase 1.300 produtos dessa “lista de desejos” e comprou por centavos. Os produtos desse esquema são estimados em mais de US$ 41 mil, e o engenheiro pagou apenas US$ 254 por todos os itens.

Castro entrou para a GameStop em 2018 como engenheiro de software na equipe de Shopping Experience, e durante três anos trabalhou escrevendo códigos para otimizar o processo de checkout, ou seja, o processo de finalização das compras online.

Ele foi demitido no início de junho e entregou seu notebook a empresa no dia 9 do mesmo mês. Ao investigar o dispositivo, o diretor de segurança cibernética da GameStop, Steve Carner, descobriu um documento chamado “Projeto OfficeSpace”, que contava com o planejamento do golpe. O documento faz referência ao filme “Office Space”(“Como Enlouquecer Seu Chefe” no título em português), em que três engenheiros de software instalam um vírus na empresa que trabalham para desviar uma grande quantia de dinheiro.

Castro foi detido em 21 de junho pela polícia de Seattle, que o entrevistou. Em seu relato, o engenheiro confirma ter encomendado mais de 1.000 itens, o que justificou dizendo que isso era parte de seu trabalho para testar o sistema de pedidos. O ex-funcionário também admite ter alterado o código do site, mas disse que a empresa sabia da alteração.

As autoridades relatam que ao perguntar sobre o destino dos valores roubados ele afirmou que não tinha mais nada, pois havia investido todo o valor em ações, principalmente as ações da própria GameStop e perdeu todo o dinheiro. Mas os promotores acreditam que ele pode ter planejado algum esquema para esconder o dinheiro antes de sua prisão.

O julgamento do ex-engenheiro está marcado para o final de janeiro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »