E Jesus salvou o Natal e o Ano-Novo – 30/12/2021 – Sandro Macedo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Enquanto esta coluna estava sendo escrita, o campeão brasileiro Atlético-MG estava em tratativas para contratar Jorge Jesus. Se bobear, anuncia ainda neste ano (será?).

Isso depois do fim da novela, com ares de mexicana, “ressuscite o Jesus no Natal do Flamengo”, com final infeliz para boa parte da torcida do Flamengo, viciada em JJ —e feliz para boa parte da torcida do Benfica.

Nem minha mulher ficou isenta das discussões sobre Jesus. Ela participa de um grupo online —sem relação com futebol— com uma turma de portugueses. A conversa entre os torcedores benfiquenses do grupo era: “Nos livramos de Jesus”. Minha mulher replicou, “aqui está todo mundo atrás dele”; e o colega luso online treplicou, “pago a passagem”.

E assim Jesus salvou o noticiário de Natal, e de Ano-Novo, quem diria. Nesta época do ano existem basicamente dois tipos de notícias no futebol nacional: 1) Os jogos-festa de fim de ano, que ganham destaque absurdo na TV, na falta de qualquer outra coisa. Alguns são até transmitidos ao vivo, com direito a cantores, atores e estrelas de times sub-12; e 2) O “especulatol”. Uma chuva de notícias que agitam torcedores por dias e que não vão para lugar nenhum. Um exemplo: Diego Souza. O querido Diego Souza está de férias nos Estados Unidos. Talvez aproveitando os 50 anos do Walt Disney Resort ou se divertindo em algum cassino de Las Vegas.

Rebaixado para a Série B com o Grêmio, Diego Souza mobilizou o noticiário do Vasco, que espalhou por aí que quer o jogador, mas não tem como pagar —e conta com o apoio da torcida via redes sociais (essa parte seria cômica se não fosse trágica). Depois, o meia-atacante passou a ser “sondado” pelo Sport, mais uma negociação que depende de redução salarial. E aí, não mais do que de repente, o Grêmio se tocou que, se é para ter salário de Série B, ele próprio pode continuar com Diego Souza. Uooouuu.

Diego Souza é só um exemplo. Temos vários outros. Douglas Costa, Diego Costa, Philippe Coutinho, Soteldo etc. Mas não pense que isso acontece apenas na imprensa nacional. Lembra em quantos times Messi foi especulado antes de assinar com PSG? Ou Cris Ronaldo com Manchester United?

Assim, voltamos a Jesus. O ex-técnico do Benfica é a principal notícia do dia, todos os dias, alimentando a imprensa do Rio, de Minas, de São Paulo (na falta de outra coisa), de Lisboa e até da Polônia —um efeito colateral da novela Flamengo-JJ foi a contratação de Paulo Sousa pelo rubro-negro, desfalcando a seleção polonesa às vésperas da repescagem para levar o país de Lewandovski para a Copa do Mundo.

Paulo Sousa, que também é português, está sendo execrado pela imprensa polonesa. Esse caso revela apenas uma coisa: deve se pagar mal para o técnico da seleção polonesa, em comparação com a oferta do Flamengo. Seria pouco provável que Sousa abandonasse a chance de disputar uma Copa do Mundo se não fosse para ganhar mais dinheiro no clube brasileiro.

Aguardemos então as próximas notícias em torno do fenômeno JJ, que deveria virar uma série de streaming. Jesus assina com Atlético? Como será a relação de Jesus com o ex-Porto Hulk? Jesus-2022 pode ser melhor que Jesus-2019? Jesus-2022 pode ser melhor que Cuca-2021? Jesus sabe o que é Campeonato Mineiro? Quem é o vizinho de Abel?

Por essas e outras, a imprensa esportiva só tem a agradecer: salve, Jesus.


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »