Definido o risco presidenta, resta ao Palmeiras chegar à final da Libertadores – 26/09/2021 – Juca Kfouri

amazon celulares maior Vision Art NEWS


O Dérbi disputado em bom nível acabou em derrota para o Palmeiras que vinha de sete jogos sem perder para o Corinthians.

Manteve, é verdade, a vantagem na história do confronto com 130 vitórias contra 129, assim como no Campeonato Brasileiro, 20 a 19.

Embora tenha sido superado pelo rival na maior parte do jogo, o 2 a 1 alvinegro poderia ter sido o inverso não fossem desperdiçadas duas chances claras com Gabriel Veron e outra com Luan, num momento do clássico em que o time corintiano dava sinais de cansaço e o elenco palmeirense prevalecia.

Perder o Dérbi é sempre problemático, ver tão precocemente já por binóculo a possibilidade do título nacional é desagradável, mas nada que a classificação para a final da Libertadores não apague, ainda mais fora de casa, e em disputa com uma equipe superior, a do Atlético Mineiro.

Esta terça-feira (28) é mesmo decisiva na vida verde porque pode significar temporada miserável caso o Galo prevaleça.

Perda do estadual para o rival mais fraco, o São Paulo; eliminação da Copa do Brasil, em casa, pelo alagoano CRB, da Série B; perda da Recopa Sul-Americana, também em casa, para o modesto Defensa y Justicia argentino e perda da Supercopa do Brasil para o recente superadversário Flamengo, a quem não vence há três anos e nove jogos, com cinco derrotas, sendo que um dos quatro empates terminou nos pênaltis da Supercopa perdida.

Convenhamos que para quem investiu tanto é de doer.

Leila Pereira pode assumir a presidência para apagar incêndio no futebol —e pagar dívidas que estão na casa dos R$ 530 milhões, 1/4 disso apenas com a patrocinadora.

Patrocinadora que passa a ser a presidenta do clube em conflito de interesse que ninguém da oposição se interessou verdadeiramente em evitar.

No fundo no fundo, o comportamento dos eleitores, e dos eventuais possíveis candidatos ao cargo, é o de quem está feliz com os resultados esportivos obtidos até 2020 e olhou para aventura da eleição como alguém que não o quer querendo, comportamento mais de torcedor do que de quem genuinamente preocupado em barrar o mecenato mais vaidoso que alviverde.

No que isso dará será divertido acompanhar.

Principalmente para quem não é palmeirense.

Habemus time

Também os não corintianos terão com o que se divertir com o futuro alvinegro.

Da terra arrasada da gestão anterior à formação do time atual, que já dá mostra de poder jogar de igual para igual com qualquer time brasileiro, a Fiel passou fim de semana como há muito não vivia, gozando o requinte de crueldade do ex-palmeirense Róger Guedes, autor dos dois belos gols da vitória no Dérbi, ele que seria estigmatizado, pelos alviverdes, por ter desviado a bola do gol de empate de Gabriel Menino.

O preço a ser pago pela vinda do quarteto que muda o patamar corintiano é a incógnita nem tão desconhecida da maioria de nossos clubes e suas gestões temerárias.

Cancelamentos

Poderá um corintiano criticar o Palmeiras?

Deverá um corintiano criticar o Corinthians?

Palmeirenses dirão não à primeira pergunta e corintianos darão a mesma resposta à segunda.

Em tempos de burra intolerância, em que vociferam jornalistas dos mais dependentes em quaisquer campos, do governo genocida inclusive e principalmente, ler a coluna dominical de Antonio Prata tem sido um bálsamo.

Ver o Greg News também.


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

amazon computadores Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »
%d blogueiros gostam disto: