Criança com AME ganha direito de tomar Zolgensma, medicamento mais caro do mundo

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Uma criança capixaba de apenas três anos, diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME) ganhou na Justiça o direito de receber a dose única da Zolgensma, o medicamento mais caro do mundo. Cada dose do remédio, que é capaz de interromper a progressão da doença, custa em torno de R$ 10 milhões.

A Zolgensma é aplicada em uma única dose e, de acordo com especialistas em neurologia, tem quase 100% de eficácia. Até o momento, a criança capixaba realizava um tratamento alternativo, que consistia na aplicação de Spinraza a cada quatro meses.

publicidade

Este medicamento também é eficaz, porém, é mais invasivo, tem muitos efeitos colaterais e é de uso periódico. A Zolgensma, por sua vez, corrige o efeito genético da AME e viabiliza a produção da proteína que é bloqueada pela falha genética causadora da AME.

O que é a AME?

A AME é uma doença degenerativa que afeta a capacidade do corpo de produzir a proteína de sobrevivência do neurônio motor, ou proteína SMN. Esses neurônios são responsáveis por movimentos voluntários que são essenciais, como os atos de respirar, engolir e se mover.

A doença pode se manifestar em diferentes momentos da vida, indo desde o tipo 0, que surge antes mesmo do nascimento, até o tipo 4, em que os primeiros sintomas aparecem na segunda ou terceira década de vida da pessoa. A AME é a principal causa de mortalidade infantil por doenças genéticas no mundo.

Leia mais:

No caso da criança capixaba, os primeiros sintomas se manifestaram quando ele tinha apenas quatro meses de vida, o que caracteriza a AME do tipo 1. Seus pais já lutavam na justiça pelo direito ao tratamento com o Zolgensma totalmente custeado pelo SUS desde agosto de 2020.

Caso chegou ao STF

Placa indicando Supremo Tribunal Federal
Caso precisou ser decidido no STF. Crédito: Shutterstock

O caso ficou em tramitação na Justiça durante cerca de um ano e meio e só foi decidido no final de janeiro, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a aplicação do medicamento. A decisão foi cumprida pela União no início de março e, atualmente, o medicamento encontra-se em processo de importação.

A expectativa é que a criança receba o medicamento nesta sexta-feira (18), em um hospital particular de Vitória, capital do Espírito Santo. A aplicação leva em torno de uma hora e, se tudo der certo, a criança receberá alta já na manhã do próximo sábado (17).

Via: Folha de Vitória

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »