Conheça algumas tendências na gastronomia para 2022 – 31/12/2021 – Marcelo Katsuki

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Se está difícil fazer uma retrospectiva –já que não lembramos direito se os fatos aconteceram em 2020 ou em 2021– que dirá fazer previsões para o ano vindouro? Mas alguns especialistas se esforçaram, como a consultoria norte-americana Baum + Whiteman, cujo relatório leio todo final de ano e me divirto como quem consulta as previsões astrológicas. Tô brincando mas os caras já marcaram uns golaços como a difusão da cozinha coreana e a invasão do poke, tudo bem antes de virar moda.

Mas não há grandes novidades no relatório desse ano. Há mais constatações. As tendências como a automação das cozinhas, a supremacia do frango vegano e os churros lembram mais um “museu de grandes novidades”. Bora desvendar o futuro.

• Sobre os robôs na cozinha, o relatório cita a máquina que monta o hambúrguer da Creator, que já funcionava em São Francisco, na Califórnia, desde 2018, mas que agora foi reinaugurada em Daly City, com algumas melhorias como a possibilidade de customizar seu molho e memorizar isso no celular. Flippy, o robô da Miso Robotics que fazia hambúrgueres em Las Vegas, agora frita batatas e até sacode a cestinha antes de mergulhá-la no óleo. E as máquinas de fazer sushi do Sushiro, em Tóquio, no Japão, além de cozinhar, temperar e moldar o arroz do sushi, agora utilizam inteligência artificial para organizar o fluxo de preparo dos pratos por parte do staff. Tem até restaurante chinês com woks automatizadas que sacodem os ingredientes sem que nada pule para fora da panela. Mas acho que já vimos isso no Youtube, certo?

• O frango feito à base de plantas também deve ser destaque em 2022. A Impossible Foods lançou nuggets veganos nos Estados Unidos em agosto passado, mas aqui no Brasil já temos até frango em cubos da Veg & Tal, linha plant based da Sadia que utiliza soja, ervilha e feijão para recriar a proteína. Eu provei e embora o sabor não seja tão empolgante, a textura impressiona. Já os NotChicks Bites, nuggets veganos da NotCo vendidos em algumas unidades da Bullguer, são sensacionais, muito próximos do original.

• O condimento do ano será o chili crunch, composto basicamente de óleo, flocos de pimentas, alho frito e gergelim. Alguns podem ser enriquecidos com gengibre, cogumelos secos ou algas marinhas. David Chang, que não é bobo, já vende o seu no Momofuku. Eu provei um muito especial no Bimiya Ramen, utilizado no preparo do caldo, e logo fiquei sonhando em comprá-lo. Quem sabe agora o chef disponibilize para venda? O Tan Tan também faz um muito saboroso, o Taberu Rayu: experimentei no começo do ano e viciei. Esse molho é mais saboroso do que ardido, é muito rico em umami. Vai bem com carnes (peixes em especial), legumes assados, saladas, e até sobre uma simples tigela de arroz branco. É de chorar de bom (inclusive no dia seguinte, rs).

• A cozinha étnica deve seguir conquistando espaço, mas agora cercada de narrativas, histórias e raízes culturais. Mas o que é a cozinha étnica para os americanos? A afro-americana, a tailandesa, a coreana, a indiana e até a brasileira. Sim, somos tendência.

• As ghost kitchens, cozinhas montadas para serviço de delivery e que explodiram por conta da pandemia, devem continuar em alta. E se as previsões são otimistas, com a Euromonitor afirmando que as ghost kitchens podem representar uma indústria de US$ 1 trilhão em 2030, há uma preocupação crescente com o número de assentos vagos nos restaurantes ocasionados por essa expansão.

• E se os corn dogs nunca chegaram a ser uma moda, agora eles devem invadir o mundo graças à sua versão corena: os K-dogs! O palito com salsicha empanada em massa frita (de farinha de arroz e trigo, não de milho como a original) aparece agora com coberturas variadas como molho de bulgogui, aioli de Sriracha, kimchi. E tudo super instagramável.

• E tem ainda os ovos mexidos coreanos, que recheiam sanduíches na companhia de frango teriyaki, atum ou bulgogui. É a Coreia dominando o mundo gastronômico também!

• Sorvetes bizarros são outra tendência. Depois do sucesso do sorvete de macarrão com queijo da americana Van Leeuwen, surgiram sabores como o sorvete de lámen com missô, gengibre e yuzu da Sugar Hill Creamery, no Harlem, e o sorvete de batata frita com creme azedo de cheddar e opcional de caviar do Heritage Restaurant and Caviar Bar de Chicago. Pense!

• Outra: pratos criativos e mais substanciosos no café da manhã. Na verdade, essa tendência é resultado da flexibilidade dos restaurantes que expandiram seu horário de funcionamento e tiveram que adaptar o menu e até o seu serviço. O relatório cita um pub irlandês no Brooklin que está abrindo no café da manhã para servir apenas tacos.

• Bebidas com teor alcoólico mais baixo seguem em alta, inclusive no mercado das cervejas. Por outro lado, o álcool começa a aparecer em produtos como o kombucha. No Brasil temos a High, marca de hard kombucha em lata e que produz até espumante de kombucha. Já provei o de frutas vermelhas e a de tangerina e são muito bons. Ambos possuem 6,2% de teor alcoólico, têm sabor marcante e dão aquela tonturinha gostosa que a gente espera de um espumante. Perfeitos.

• E, fechando, seguiremos com a manutenção do “fine dining“, a alta gastronomia. Cá entre nós, ela nunca morreu, né? Afinal, a pandemia atingiu economicamente grande parte da população mas a elite seguiu consumindo sem crises. E não apenas na gastronomia.

Buzzwords em 2022

– Iogurte grego

Birria (o cozido de carne mexicano)

– Vinagres de luxo

– Sanduíches étnicos no café da manhã

– Churros

– Jaca

Tiger nuts (chufa)

– Espresso martini

– Variações de hommus

– Pasta alla gricia (grosseiramente falando, lembra um caccio e pepe, só que turbinado com guanciale)

Como vimos, nada de (muito) novo no front.

Fonte: Baum+Whiteman International Restaurant Consultants

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »