Com ou sem SAF, campeões serão os clubes que trabalharem melhor – 23/12/2021 – PVC

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Há pelo menos mais cinco clubes estruturados para se transformarem rapidamente em Sociedades Anônimas do Futebol (SAF), além do Cruzeiro: América-MG, Athletico, Atlético-GO, Botafogo e Chapecoense.

O advogado Eduardo Carlezzo disse ao Seleção SporTV que há um sétimo clube, desconhecido. O Vasco também se estrutura para ser SAF.

Digamos que todos comecem o ano novo com empresa nova. Já deu para entender que nem todos serão campeões. Não vai haver milagre.

A boa notícia é que empresários brasileiros, que investiam no futebol europeu, agora colocam dinheiro aqui dentro. Caso de Ronaldo. Não se sabe qual será o tamanho de cada projeto.

Hipótese 1: pode ser um sucesso empresarial, estável na Série A e ocupar sempre a décima posição da tabela. Hipótese 2: vender jogadores, ser estável financeiramente, pagar contas em dia e dar lucro para os acionistas.

A terceira hipótese será para poucos: virar Chelsea e Manchester City.

O Arsenal é um exemplo de estabilidade sem taça. Campeão inglês invicto em 2004, vice-campeão da Champions League há 15 anos, ficou à frente de seu rival, o Tottenham, por 21 temporadas seguidas. Nos últimos cinco anos, fixou-se entre o quinto e oitavo lugares, não fica à frente do Tottenham desde 2016, foi vice-campeão da Liga Europa e passa longe da Champions. Mas seus acionistas estão felizes. O Arsenal dá lucro.

Não há dúvida de que a SAF produzirá soluções individuais e pode ser um ganho enorme para o futebol se tornar, no Brasil, um setor importante da economia do país. Foi esse o objetivo da legislação da Sociedad Anónima Deportiva (SAD), assinada na Espanha em 15 de outubro de 1990.

Trinta anos depois, o futebol representa 1,3% do PIB e gera 186 mil empregos para os espanhóis. A grande vitória da SAF será fazer o Estado brasileiro olhar para o futebol como setor de atividade econômica, que produza riqueza, pague impostos e gere emprego.

Se houver seis, dez ou 20 clubes pagando em dia e trabalhando com seriedade, aumentará a chance de haver um campeonato gerenciado por um executivo capaz de fazer a semente se transformar numa imensa árvore da felicidade.

Se os clubes que se transformarem em SAF serão campeões ou ocuparão postos intermediários da tabela, isso dependerá de cada caso. Vale sempre lembrar que 80% dos clubes da Premier League são controlados por investidores internacionais. Só três foram campeões nas últimas cinco temporadas: Manchester City, Liverpool e Chelsea.

Na Liga Espanhola, 16 dos 20 times são SAD. Só Barcelona, Real Madrid, Athletic Bilbao e Valencia não foram rebaixados desde que a legislação entrou em vigor.

Dará certo para o Brasil se houver trabalho. Vai funcionar para cada clube, dentro de cada objetivo. Os campeões serão os que trabalharem melhor. Como sempre foi.

Quem inventou o Brasil?

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, promete voltar do recesso e definir a situação histórica dos campeões brasileiros. Não se trata de revisar, mas de acabar com a confusão. Não dá para unificar os campeonatos desde 1959 e festejar os 50 anos da competição em 2021.

Também analisará o absurdo pedido do Atlético-MG, para equiparar ao Campeonato Brasileiro o Torneio dos Campeões, de 1937, disputado só por times do Sudeste.

Esse pleito não tem de ser aprovado, como não tinha de haver unificação há 11 anos. Só que houve e não dá para contar a história do Brasil cada um de um jeito.

Só queremos saber como contar às crianças: desde 1959 ou desde 1971? Cabral descobriu ou invadiu o Brasil?


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »