Casal divide o amor por viagem e percorre 72 mil km de carro com os filhos pela América do Sul – Check-in

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Viajar é muito bom. Melhor ainda quando se pode dividir o amor por cair na estrada com alguém. Raul, por exemplo, deu sorte de encontrar a Adriana, que nutre esse sentimento de desbravar o mundo.

Eles fizeram algumas viagens de carro juntos e seguiram assim quando os filhos vieram. Todo anos a família se organizava para ter alguns dias livres para dirigir por aí. O perfil deles no Instagram (@calugui_expedicoes), inclusive, é uma homenagem ao nome dos filhos: Caio, Lucca e Guilherme.

Nos últimos tempos eles viajaram por vários países da América do Sul e, como o bichinho da estrada sempre pica a gente, eles querem agora fazer uma expedição até o Alasca, percorrendo a América de motorhome.

Que tal compartilhar sua história de viagem com o blog Check-in? É só escrever para o email [email protected].

*

Nossa história começa quando eu e a Dri tomamos a decisão de que colecionar momentos com o pé na estrada seria o nosso estilo de vida. Meu interesse pelo assunto nasceu na infância. Meus pais imigraram da Argentina logo que se casaram, então minha família sempre teve o costume de viajar longas distâncias de carro.

Em 1985 visitei o Salão do Automóvel com meus pais e irmãos e me lembro de ter ficado impressionado com a Kombi Safari Motorhome. Comentei com meu pai que aquele veículo seria ideal para as nossas viagens de fim de ano. Aquilo me marcou e eu pensei comigo: um dia ainda vou ter um motorhome e sair por esse mundão.

O tempo passou e eu conheci a Adriana na época em que trabalhava no negócio da família. Em 1999 eu a levei para conhecer meus parentes na Argentina e foi a primeira viagem de longa distância que ela fez (foram 20 dias e 7.500 km). Ali eu descobri que ela gostava de colocar o pé na estrada tanto quanto eu.

Casamos, os filhos chegaram, seguimos trabalhando nos nossos projetos e sempre que podíamos pegávamos o carro com a família toda e saíamos por aí (nos organizávamos para que pudéssemos estar na estrada de 15 a 30 dias por ano).

A partir de 2015 começamos a realizar nossas expedições para lugares mais distantes. Em março desse ano viajamos para a Patagônia argentina, num total de 25 dias e 8.500 km. No ano seguinte, fizemos uma expedição para a região de Mendoza, na Argentina, e a famosa travessia pela estrada Caracoles até o Chile via Cordilheira dos Andes.

Durante essa viagem tivemos a oportunidade de conhecer viajantes do mundo todo, em motorhome, motos e até bikes. Muitos deles perseguindo o desafio de chegar à cidade mais austral do continente, Ushuaia. Nem bem tínhamos concluído nossa expedição Mendoza-Chile, e já estávamos planejando o próximo destino: Ushuaia.

O ano de 2016 foi de muito planejamento e pesquisa para organizar a expedição que viria a seguir, atingir o ponto mais extremo do continente sul-americano, localizado em Tierra del Fuego. Em janeiro de 2017 viajamos os cinco: eu, a Dri e nossos três filhos adolescentes num veículo SUV comum.

Foram 32 dias e 15 mil km pelas Rutas 40 e 3, no território argentino, e a belíssima Carretera Austral, no Chile. Ao longo da nossa expedição, pudemos visitar lugares mágicos como Glaciar Perito Moreno, Capillas de Marmol, Torres del Paine, Punta Arenas, Punta Tombo, além de diversos parques situados nas Patagônias argentina e chilena.

Foi nessa viagem que a Dri resolveu aumentar a aposta e propôs um novo desafio. Ao final da Ruta 3, em Ushuaia, no Parque Nacional Tierra del Fuego, há uma placa com a inscrição da distância dali até o Alasca: 17.848 km. Se agora já havíamos conhecido os pinguins, estava na hora de ir em busca dos ursos!

Ainda em 2017 fizemos outra expedição, desta vez para realizar o sonho dos nossos filhos de conhecer a neve, e viajamos novamente para a Patagônia argentina, região de San Martín de los Andes, em julho. Fomos agraciados com a maior nevasca dos últimos 30 anos e computamos mais 8.000 km pra conta!

Nesses anos de Calugui Expedições (@calugui_expedicoes), já percorremos mais de 72 mil km e vivenciamos muitas aventuras, que nos proporcionaram momentos e recordações incríveis! Aliás, o nome Calugui é uma homenagem aos nossos três filhos: Caio, Lucca e Guilherme.

Nessa jornada, tivemos a oportunidade de conhecer os países do cone sul (Uruguai, Paraguai, Argentina e Chile) e também o Brasil, que tem sido o nosso destino neste momento de pandemia. Há muito o que conhecer do nosso país, rico em belezas e diversidade natural.

Prestigiar e desbravar esse imenso litoral com o qual fomos presenteados, e em especial o do Nordeste, é o projeto no qual estamos trabalhando agora e pelos próximos dois anos. A expedição está programada para início de 2022 e antecede o planejamento da maior de todas as expedições, a do Alasca.

Neste ano de 2021 conseguimos realizar o nosso sonho (aquele meu de infância, e compartilhado com a minha esposa) de ter o nosso motorhome do tipo Camper, mais uma etapa na direção do nosso grande objetivo. Em parceria com uma empresa do Paraná, adquirimos o nosso equipamento e o nosso veículo hoje está devidamente preparado para rodar longas distâncias com todo o suporte e apoio imprescindíveis à manutenção da nossa rotina e necessidades primárias de descanso, higiene e alimentação.

Toda essa mudança de vida foi, no entanto, impulsionada por problemas sérios de saúde que enfrentei e que me fizeram encarar a vida de outra forma. A Calugui Expedições nasceu desse novo olhar, do entendimento de que a vida está aí para ser vivida na sua plenitude, desse desejo de viajar e conhecer as maravilhas que o nosso planeta tem a nos oferecer, cuidando, zelando e respeitando-o como ele merece.

Saborear as experiências, colecionar momentos e perpetuar memórias, é disso que se trata! Há uma frase que eu gosto muito de Thomas Hardy que diz: “A felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso do que temos.”

*

Aviso aos passageiros 1: A família Barros está viajando desde 2017 numa Kombi e tem como objetivo chegar ao Havaí. Por enquanto, estão aproveitando a Bahia

Aviso aos passageiros 2: Quem também caiu na estrada de carro é o casal Lucas e Maíra, que passou a viajar pelo país durante a pandemia



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »