Cafés 2D, com decoração pensada para viralizar nas redes sociais, viram moda em SP – 21/06/2022 – Restaurantes

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Quem entra no Gato Griô pela primeira vez geralmente estranha o que vê. Das paredes aos móveis e às louças, tudo no ​novo café em Higienópolis é preto e branco. A impressão é de não estar no mundo real, muito menos na região central de São Paulo, mas, sim, em um desenho dos anos 1920 ou nas páginas de uma história em quadrinhos —sobretudo na hora de tirar uma foto e publicá-la nas redes sociais.

Chamada de decoração em estilo 2D, a moda está se consolidando na capital paulista, que viu surgirem dois novos endereços do tipo nos últimos meses.

Mas o primeiro café por estas bandas a seguir a tendência, na verdade, foi o Yôr Cookie, aberto em janeiro deste ano em Atibaia, a cerca de 60 km da capital paulista. Só que a tendência vem de mais longe —esses estabelecimentos instagramáveis se popularizaram na Coreia do Sul, a partir de 2017, quando começaram a ganhar o mundo.

Tanto que o mais famoso do tipo no país asiático, o Greem Café, abre as cenas iniciais do filme “Para Todos os Garotos: Agora e para Sempre”, lançado no ano passado pela Netflix. Foi enquanto assistia à comédia romântica que Cássio Cicero teve a inspiração para criar um projeto parecido em São Paulo ao lado do marido, Eduardo Badaró.

Juntos, eles inauguraram a cafeteria Gato Griô em maio, na travessa Dona Paula, uma vila charmosa construída na década de 1920, a poucos quarteirões da avenida Paulista.

Toda a decoração foi pintada à mão e projetada para parecer um desenho feito a lápis. Primeiro, as paredes e os móveis ganharam uma camada de tinta branca. Em seguida, receberam um contorno de linhas pretas nas bordas. O resultado cria a ilusão de ótica de que o espaço é 2D, desenhado numa folha de papel. ​

Um dos ambientes remete a uma sala de estar, com poltronas, quadros e vasos de plantas pendurados nas paredes. O cômodo ao lado reproduz uma biblioteca, com estantes de livros e abajures —tudo ilustrado nas paredes. As mesas, cadeiras e janelas também ganham um contorno em preto e branco.

A decoração levou 11 dias para ficar pronta, conta a artista plástica Luma Lage, responsável por criar as ilustrações bidimensionais. “O 2D nos confunde, nos deixa fora da zona de conforto visual. Por isso, chama a atenção”, ela explica.

À parte os desenhos, a especialidade do local são os cafés, como o Gatoccino (R$ 14), feito com expresso, leite condensado, gelo e cacau em pó, e o Gato de Botas (R$ 18), que leva expresso, leite, caramelo e paçoca. Para acompanhar, há sugestões como a porção de pão de queijo (R$ 13) e cookies, que custam entre R$ 12 e R$ 19.

Além de aparecerem no menu e no nome, as referências aos gatos estão espalhadas nos desenhos —como os que fazem releituras felinas de obras como “Mona Lisa” e “Abaporu”. Donos de seis bichanos, os proprietários queriam fazer uma homenagem a esses animais. O plano é transformar o local em um “cat café”, com bichos soltos por lá para adoção, o que deve acontecer ainda neste ano.

A um quilômetro e meio dali, surgiu em abril outro café com decoração 2D, o Rabisco. A fundadora, Jessica Bastos, também cruzou com a famosa cafeteria sul-coreana quando fazia pesquisas para abrir o próprio negócio e decidiu fazer algo parecido em terras paulistanas.

Tudo foi pintado à mão em preto e branco: as mesas, cadeiras, paredes, xícaras e até o chão, que lembra um piso de madeira. Aparecem na forma de desenhos 2D prateleiras, livros, plantas, quadros, sofás, tapetes, uma lareira e cortinas, rabiscadas diretamente sobre o vidro da fachada.​

O local é recheado de referências ao mundo das artes e traz releituras de pinturas como “O Grito”, de Edvard Munch, e “Moça com Brinco de Pérola”, de Johannes Vermeer, além de paisagens de cidades europeias, como o desenho de uma janela com vista para a torre Eiffel, em Paris.

Para criar os traços bidimensionais, Bastos convidou dois ilustradores, Nataskia Keher e Adherbal Artigiani. Ela mesma deu algumas pinceladas ao lado da sócia, Vanessa Anzai, e dos funcionários. O processo levou cerca de duas semanas para ficar pronto.

As cores por lá só aparecem mesmo nas bebidas e nas comidinhas, como no Monalisa (R$ 21,99), preparado com leite, iogurte, xarope e geleia de morango, gelo e chantili, ou no croissant com massa cor-de-rosa e recheio de creme de confeiteiro e chocolate (R$ 19,99). O pão de mel (R$ 10,90) também ganha contornos 2D na cobertura de chocolate branco.

Em menos de dois meses, o Rabisco tem atraído clientela que chega a fazer fila para fazer pose nos cenários, motivada principalmente pelas fotos compartilhadas nas redes sociais. A procura é tão alta que as sócias estão montando uma segunda unidade, na região do Tatuapé.

A expectativa delas é que o novo endereço também se torne um point instagramável —e que ajude a multiplicar ainda mais a modinha de fotos em preto e branco que pipocam nos celulares.

Gato Griô Café 2D

Tv. Dona Paula, casa 115, Higienópolis, região central, WhatsApp (11) 96353-7590, Instagram @gato_grio


Rabisco Café 2D

Al. Franca, 1.552, Jardim Paulista, região oeste, Instagram @rabiscocafe2d



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »