Aprenda a fazer ratatouille, a receita que virou filme – 05/08/2022 – Receitas do Marcão

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


É difícil falar da França nesta série sobre os países que vão disputar a Copa, por dois motivos. Um: desde 1986, nossa seleção só apanha dos franceses no Mundial. Dois: a França é considerada, com justiça, a inventora da gastronomia moderna. Como escolher apenas um prato que represente o país?

Na falta de critério melhor, vamos com uma receita que ganhou imensa popularidade por causa de um rato cozinheiro. Lançado pela Disney em 2007, o desenho animado “Ratatouille” conta a história de Remy, uma ratazana parisiense que sonha em ser chef –e tem talento para isso.

Ratatouille também é o nome de um prato típico da Provença, no sul da França.

Trata-se da combinação de vários legumes —tomate, berinjela, abobrinha e pimentão— com azeite de oliva e ervas. Uma delícia 100% vegana criada no país dos adoradores da manteiga.

A ratatouille lembra muito a caponata italiana, e isso não é por acaso. Nice, a cidade onde o prato nasceu, é colada à fronteira da Itália. Nice era italiana e se chamava Nizza até 1860, quando foi anexada à França.

A receita da ratatouille admite algumas variações de ingredientes e métodos. A versão tradicional é bem rústica, com os legumes picados refogados todos numa mesma panela.

A comida que aparece no filme da Pixar –e que eu usei de inspiração para a receita que vem a seguir– é uma interpretação inventada pelo chef Michel Guérard, do movimento nouvelle cuisine (“nova cozinha”) da década de 1970.

Nela, os legumes são fatiados, distribuídos em camadas sobre um leito de molho de tomate e assados no forno. O prato, embora seja uma releitura declarada da ratatouille, ganhou nome próprio: confit byaldi.

Antes de assar, a abobrinha e a berinjela foram grelhadas e marinadas em azeite com alho e ervas. A berinjela já tinha passado um tempinho curtindo no sal, que extrai um caldo amargo que você deve descartar. Quanto ao pimentão, eu assei e tirei a pele… fique à vontade para colocá-lo cru na assadeira.

Tão importante quanto o sabor e as texturas, na ratatouille de forno, é o visual. Procure variar ao máximo as cores. Eu usei tomates vermelhos e amarelos, cebola roxa, pimentão vermelho e abobrinha verde (há também a variedade amarela).

Se você tiver tempo e paciência, guarde a ratatouille para o dia seguinte —os sabores se mesclam e o conjunto fica mais gostoso. Coma com um bom pão e uma taça de vinho rosé.


Ratatouille

Rendimento: 2 porções

Dificuldade: média

INGREDIENTES

1 berinjela, em rodelas

1 pimentão vermelho ou amarelo

1 abobrinha, em rodelas

50 ml de azeite, aproximadamente

1 colher (chá) de vinagre de vinho tinto

2 dentes de alho

1 cebola roxa

2 tomates grandes, maduros, vermelhos ou amarelos

Ervas frescas (tomilho, orégano, manjericão, alecrim)

Sal e pimenta-do-reino a gosto

PREPARO

  1. Deixe a berinjela numa travessa com sal por pelo menos uma hora.
  2. Asse o pimentão até escurecer a pele. Coloque-o, ainda quente, num saco plástico fechado. O vapor vai soltar a pele. Quando estiver frio, remova a pele, o talo e as sementes. Corte em tiras e reserve.
  3. Descarte o líquido que a berinjela soltou. Lave a berinjela para remover o excesso de sal.
  4. Numa frigideira aquecida em fogo alto e com um fio de azeite, grelhe rapidamente as rodelas de berinjela e de abobrinha. Deixe-as marinando, por pelo menos 1 hora, num pote com azeite (o suficiente para cobrir os legumes), o vinagre, 1 dente de alho triturado, 1 pitada de sal, pimenta e ervas a gosto.
  5. Prepare o molho. Pique meia cebola e o alho restante. Refogue em azeite até murchar. Junte 1 tomate picado e cozinhe até engrossar. Tempere com sal, pimenta e ervas.
  6. Aqueça o forno a 200 ºC. Corte o tomate e a cebola restantes em rodelas.
  7. Num refratário com cerca de 20 cm de diâmetro, cubra o fundo com molho de tomate. Sobre ele, distribua de fora para dentro, alternadas e sobrepostas, as rodelas de berinjela, pimentão, abobrinha, tomate e cebola. Regue com o azeite que ficou no pote da marinada.
  8. Cubra o refratário com papel-alumínio e asse por 30 minutos. Retire o alumínio e asse por mais 10 minutos. Coma quente, morno ou em temperatura ambiente.


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »