Após decisão judicial, governo Biden vai reiniciar política imigratória de Trump – 15/10/2021 – Mundo

amazon celulares maior Vision Art NEWS


Depois de uma derrota judicial da Casa Branca, o governo de Joe Biden está sendo obrigado a tomar medidas para reiniciar, já em novembro, um programa criado na gestão de Donald Trump que força os requerentes de asilo a esperar, no México, as análises de seus pedidos pelos tribunais americanos.

Em agosto, o juiz federal Matthew Kacsmaryk ordenou que o governo retomasse o Protocolo de Proteção ao Migrante (MPP, na sigla em inglês), comumente chamado de “fique no México”. A decisão veio após pedido dos estados do Texas e de Missouri, ambos governados por republicanos.

A administração Biden recorreu da decisão, mas a Suprema Corte –hoje de maioria conservadora– manteve a decisão judicial de Kacsmaryk.

A política foi criada em 2019 pelo então presidente Donald Trump. Segundo o líder republicano, vários dos pedidos de asilo eram fraudulentos e os requerentes com permissão para entrar nos EUA poderiam acabar ficando no país ilegalmente se faltassem as audiências judiciais. Biden, cumprindo promessa de campanha, encerrou a política logo após assumir o cargo em janeiro.

A Casa Branca ainda planeja rescindir a medida, mas enquanto opções de como fazer isso são estudadas, o governo se prepara para voltar a implementar o programa.

Um funcionário do Departamento de Segurança Interna dos EUA, falando sob condição de anonimato à agência de notícias Reuters. disse que a reimplementação não é algo que a gestão Biden queria fazer, mas, nesse ínterim, está sob essa obrigação.

Ainda segundo o funcionário, o governo já começou a preparar tribunais, alguns alojados em tendas, perto da fronteira nos quais as audiências de asilo poderiam ser realizadas.

A possível reintegração do MPP –mesmo que em duração de curto prazo– aumentaria ainda mais as tensões envolvendo a fronteira dos EUA com o México, onde as travessias atingiram, nos últimos meses, os maiores números em 20 anos.

Do outro lado da fronteira, o governo mexicano parece não receber com bons olhos a decisão judicial e o movimento passivo do governo Biden. Na quinta-feira (14), em um comunicado enviado às autoridades americanas, o Ministério das Relações Exteriores do México expressou uma série de preocupações sobre o programa, particularmente em torno do devido processo legal, do acesso à assistência jurídica e da segurança dos imigrantes.

Além disso, para que o MPP seja retomado, o México declarou que primeiro quer garantir que os migrantes tenham acesso a aconselhamento jurídico e que as pessoas particularmente vulneráveis ​​não sejam devolvidas.

Já ativistas dizem que o programa expõe os imigrantes à violência e a sequestros em perigosas cidades fronteiriças onde as pessoas acamparam por meses ou anos em abrigos ou na rua à espera de audiências de asilo nos EUA.

Em março, Biden descreveu a política como o envio de pessoas para “a beira do Rio Grande em uma circunstância lamacenta, sem o suficiente para comer”.

Apesar das falas de preocupação de Biden, o presidente americano mantém outra política imigratória de seu antecessor. Em março de 2020, como medida para conter o avanço do coronavírus, Trump determinou que os imigrantes pegos cruzando a fronteira deveriam ser rapidamente expulsos, sem nenhum tipo de triagem de asilo.

Até agora, não há evidências de que o governo Biden suspenderá a diretriz.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

amazon computadores Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »