CinemaEntretenimento

A música de Lady Gaga que Bradley Cooper foi vetado de usar em “Nasce Uma Estrela”

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Responsável por dizer “não” ao ator e cineasta foi ninguém menos que o produtor Mark Ronson, que explicou suas razões em entrevistas

Parte do enorme sucesso obtido pelo remake mais recente de Nasce Uma Estrela, lançado em 2018, se concentrou na trilha sonora. O filme chegou a vencer um Oscar de Melhor Canção Original por “Shallow”, principal música da obra protagonizada por Lady Gaga e Bradley Cooper.

Mas se dependesse deste último, que também assinou a direção do longa, outra composição também assinada por Gaga seria utilizada. Em entrevista ao NME, o produtor Mark Ronson, que trabalhou na trilha, revelou que Cooper queria trazer a canção “Joanne” para o trabalho.

Coube a Ronson dizer “não” ao ator e cineasta. O profissional de estúdio desejava preservar a faixa para o disco de mesmo nome, lançado por Lady Gaga em 2016.

“Estávamos trabalhando no álbum de Gaga, Joanne, e Bradley Cooper passou no estúdio uma tarde. Eu gosto dos filmes dele. Ele apareceu parecendo uma estrela de cinema. Foi muito gentil, falou sobre esse novo roteiro que os dois estavam fazendo. Eu toquei para ele a música chamada ‘Joanne’ e ele disse: ‘isso é ótimo, posso ficar com ela?’. Sei que ele é uma grande estrela e tudo, mas eu realmente gostei dessa música. E eu meio que precisava dela para o disco de Gaga.

“Shallow” e “Joanne”

É difícil dizer se a decisão de Mark foi a melhor, ou se Bradley conseguiria atrair ainda mais sucesso para Nasce Uma Estrela se “Joanne” fosse a música-tema do filme. Fato é que, além do Oscar, “Shallow” atingiu o topo das paradas de mais de 20 países, além de ter chegado ao top 20 de muitos outros – incluindo o Brasil, na parada da União Brasileira de Compositores (UBC). É, de longe, a canção de Gaga mais executada no Spotify, com 2 bilhões de streams – as outras faixas de destaque da artista na plataforma chegam a metade disso, 1 bilhão.

Por sua vez, a faixa-título do álbum Joanne até saiu como single, mas não esteve entre as principais músicas de trabalho do disco. Por outro lado, serviu para dar o tom do álbum, mais orientado ao country e hoje citado como um dos melhores momentos da carreira de Gaga.

Mark Ronson e o cinema

Além de Lady Gaga, Mark Ronson trabalhou com outros gigantes da música, como Bruno Mars e Amy Winehouse. Em 2015, começou a se envolver com o cinema ao compor a trilha sonora do filme Mortdecai, protagonizado por Johnny Depp. Outras de suas colaborações podem ser ouvidas no remake de Os Caça-Fantasmas (2016) e na versão live-action de Barbie (2023).

Neste último longa, inclusive, ele conseguiu reunir dois astros do rock para participar de uma música: Slash, guitarrista do Guns N’ Roses, e Wolfgang Van Halen, multi-instrumentista do Mammoth WVH e filho de Eddie Van Halen. Os dois colaboraram com “I’m Just Ken”, música interpretada pelo ator Ryan Gosling como o boneco Ken.

Em entrevista à Variety (via site Igor Miranda), o produtor comentou especificamente a participação de Slash:

Slash é meu herói. Eu estava na sétima série quando o álbum Appetite for Destruction saiu. Ele é meu herói de todos os tempos. Eu tinha fotos do Slash na parede. Então, quando estávamos finalizando a música, pensei: ‘não custa perguntar’. Eu mandei para ele e ele falou que era uma boa canção e que iria tocar. Eu não era muito próximo dele antes e ele foi tão legal. Mandou muito bem. Ele toca o solo no final e as partes rítmicas.”

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEPTAR
Aviso de cookies
Translate »