6 Dicas para usar seu dinheiro de forma inteligente

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS


Primeiramente, você sabe como usar o seu dinheiro com sabedoria? Diversas pessoas vão responder que a melhor maneira é manter o dinheiro guardado ao seu lado. Outros dirão que não podem mudar a maneira como o usam, pois agora que é impossível.

Em primeiro lugar, vamos esclarecer uma coisa: o dinheiro deve ser usado. Afinal, você tem que sobreviver, manter a casa funcionando, e também por que não atender aos seus desejos e ser mais feliz com uma vida mais confortável?

Mas isso não significa que você pode gastar e comprar o que quiser, quando quiser. Às vezes, você precisa de planejamento, disciplina e equilíbrio, e por conta disso, fazer Cursos Online de administração é fundamental.

notas de dinheiro real Vision Art NEWS

Porém, que equilíbrio será esse? É entre a razão e a emoção. 

Pois afinal, muitas pessoas se endividam porque se empolgam enquanto fazem compras. Quando você realmente precisa pensar e planejar seu orçamento.

Sabemos que não é algo fácil e que a mentalidade fará parte da construção de uma educação financeira a que o brasileiro não está acostumado em economizar. Com isso em mente, daremos dicas sobre como administrar o dinheiro com sabedoria no texto a seguir.

Vamos lá?

Como usar o dinheiro de forma inteligente

Como disse no início da nossa série: Devemos gastar apenas o dinheiro que temos. Podemos usar um cartão de crédito? Sim, mas sempre respeite os limites. E quanto ao crédito na loja? Mas você também pode verificar se o valor se encaixa no seu orçamento pessoal. Na verdade, isso é gorjeta zero, porque se você não tem dinheiro, não deve nem pensar em gastá-lo.

Supondo que você tenha recursos e suas contas em dia, confira nossas dicas sobre como usar o dinheiro com sabedoria:

1. Busque planejar as suas compras com antecedência

Do supermercado à loja de roupas, das verduras à loja de eletrodomésticos, você sempre tem uma lista de compras. Pode parecer uma pequena mudança, mas já pode cortar significativamente suas despesas. Lembre-se de que a limitação não é não comprar, mas usar o dinheiro com sabedoria.

Fazer uma lista também é uma forma de planejamento, incluindo despesas planejadas. Por exemplo, suponha que você ache que precisa comprar camisetas, jeans e sapatos. Primeiro, você realmente precisa disso? Quantas camisas você tem no armário hoje? E calças? E sapatos? Você usou todos eles? Se você não consegue responder a essas perguntas, é hora de parar e ir ao seu armário para pesquisar. Assim, você saberá exatamente o que precisa ou se realmente precisa comprar alguma coisa.

O mesmo vale para o supermercado. Com uma lista em mãos, não compre produtos que possam estragar ou sobrar. Imagine se você comprasse duas latas de milho e ervilha em lata no mês passado, mas acabaria não usando porque o jantar que queria cozinhar foi cancelado. Este é um item que está sempre na lista, então é claro que você acaba comprando outra lata de cada. Se examinando a despensa e anotando o que precisava, cortaria o milho e as ervilhas este mês e economizaria.

2. Pesquise o preço

Regra: Nunca compre nada sem antes averiguar o seu valor, exceto em caso de emergência. Você pode comprar até o produto mais caro, mas lembre-se de que existe uma alternativa mais barata. Portanto, procure em pelo menos dois lugares e, se quiser, use a internet para fazer isso. No supermercado, por exemplo, você pode ver as informações que estão à disposição de todos. Eles costumam ter os melhores preços para esta instalação.

Verifique os preços nas lojas físicas. Escreva e vá para casa. Sente-se, relaxe e analise tudo, desde os valores reais até as condições de pagamento, como descontos e pagamentos parcelados. Depois de tomar sua decisão, volte para a loja e compre. Na Internet é muito mais fácil usar sites que já estão listados em diferentes locais e têm uma lista de todos os preços. Ele funciona mesmo se você não estiver comprando online, pois atua como uma referência de valor.

3. Pechinche

A negociação coletiva pode ser vista como uma instituição brasileira. Muitos pensam que saiu de moda, mas estão completamente errados. Um bom negócio não seria bom se não fosse a reclamação desse cliente, certo? Portanto, nunca feche um negócio sem antes negociar o preço, mesmo sabendo que é a melhor relação custo-benefício que você encontrará. Esta é uma forma de obter uma boa relação qualidade e de preço, uma vez que é arduamente ganho e vale cada centavo.

4. Evite compras por impulso

Uma das maneiras de evitar compras por impulso é sempre planejar as compras com bastante antecedência, porém as orientações não param por aí. Para evitar tomar decisões erradas e ver seu dinheiro desaparecer, você pode tomar algumas medidas preventivas como:

  • Não fique procurando distrações pela janela porque pode encontrar algo que realmente deseja;
  • Não vá às compras apenas para se divertir. A ilusão de que comprar é bom, como vemos nos filmes, só funciona nos filmes. Na vida real, você tem que pagar quando comprou e isso requer recursos;
  • Não tome decisões com a cabeça quente ou sob a influência de fatores externos como álcool, drogas e até mesmo fome e sono.

O segredo é sempre pensar antes de comprar. Quando lhe ocorrer que seria melhor não comprar um produto ou serviço, pare e ouça sua voz interior. E se aquela voz disser: “Compre agora!”, ela diz que você tem que esperar, porque o dinheiro não cresce nas árvores, correto?

5. Prefere pagar à vista e à vista

Sabemos que fazer compras à vista é uma coisa bastante difícil, mas é sempre uma escolha, bolinhas e quando compra ou o que precisa de usar ou dinheiro que teme, você acumulará diversão para o futuro. E se você está se perguntando: por que dinheiro e não cartão de débito, já que ambos são dinheiro?

A razão é que nem todo mundo sabe como controlar os gastos quando não tem dinheiro em mãos. Então, se você é uma dessas pessoas, quando for às compras, tire o valor necessário do banco e use sozinho. Se você ficar sem o que tem na carteira, significa que é hora de ir para casa.

6. Esperar vendas sazonais e descontos

Todos sabem que quando acabam as estações, principalmente verão e inverno, as lojas fazem mega vendas para finalizar as peças daquele período e propor uma nova coleção. Este é um bom momento para comprar. A regra de comprar o que você realmente precisa continua válida, mas esse período é bom para encontrar peças-chave que podem durar muitos anos.

Os casacos de inverno são um bom exemplo. No frio eles têm um preço alto, mas no verão são bem mais baratos. Não estamos dizendo para você comprar casacos em dezembro só porque é a metade do preço. A menos que você já tenha quatro dessas peças em seu armário, é um desperdício de dinheiro.

Por fim, ter um bons Cursos Online de finanças é muito importante para o seu conhecimento e para a sua economia. Então, não perca tempo e procure agora mesmo um bom curso e se inscreva.



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

1548234083 file be0b03d8 Vision Art NEWS

Deixe um comentário

Este site usa cookies para que você tenha a melhor experiência do usuário. Se continuar a navegar, dará o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e da nossa política de cookies , clique no link para obter mais informações. CONFIRA AQUI

ACEITAR
Aviso de cookies
Translate »